Estudante mata o próprio pai com 13 facadas. Entenda o caso

0

Uma estudante de 19 anos foi presa em flagrante nesta quarta-feira (10), em Manaus, pela morte do pai. O serralheiro Kedson Barbosa da Silva, 41, foi morto com 13 facadas dentro da própria casa na terça-feira (9). Kiberlin Keyce de Jesus da Silva afirma que o crime foi motivado pelos abusos sexuais que sofria desde os 13 anos.

De acordo com o delegado Ivo Martins, responsável pelas investigações, a suspeita sobre a autoria do crime aconteceu ainda no local do crime. “Nos chamou a atenção a frieza com a qual ela se portava, visto que, enquanto todos os parentes demonstravam sentimento, dela não saía uma lágrima”, disse em entrevista ao G1 Amazonas.


vitima
Após confessar o crime e revelar que tinha interesse em ficar com a residência do pai, Kiberlin afirmou que o assassinato não foi motivado por isso. “[Horas antes do crime], ele me obrigou a ter relações com ele. Eu fiquei com muita raiva, ele me dava nojo. Depois decidi que aquela seria a última vez”, disse. Segundo ela, o pai a ameaçava. “Ele me dava nojo”, disparou.

Ainda segundo a jovem, a irmã dela também era abusada. O caso chegou a ser descoberto pela mãe das garotas, que submeteu as filhas e exames médicos e as levou para morar com ela. Segundo o delegado, os abusos que a jovem diz ter sofrido não foram confirmados. No entanto, eles não estão descartados. “A gente não descarta, mas a namorada dela depôs em uma delegacia e disse que a Kinberlin havia feito um convite para que ela fosse morar na casa do Kedson. A namorada disse que achou estranho o convite, mas acabou aceitando, e isso mostra que o crime foi premeditado”, explicou.
10 jun FILHA MATA PAI 6
Crime
De acordo com Kiberlin, ela amarrou o pai e o esfaqueou depois do ato sexual. A intenção inicial era esquartejá-lo, colocar as partes em uma mala e enterrá-lo no fundo do quintal da casa, porém não conseguiu fazer o buraco que serviria de cova e desistiu. Depois de desistir de enterrar o pai, a jovem teria simulado um assalto e acionado o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

A polícia ainda investiga se houve reação do pai e se a garota contou com a ajuda de outra pessoa. A faca utilizada no crime, a mala que seria usada para guardar o corpo e a enxada que serviria para abrir a cova foram recolhidas e encaminhados à perícia.

De acordo com o delegado, Kinberlin foi indiciada por homicídio qualificado e, ao término das investigações do crime, será encaminhada à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, no Centro da capital, onde deve ficar à disposição judicial.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here