Seap nega que padrinho de garoto morto em Itapuã tenha sido assassinado na cadeia

0

A Secretaria Estadual de Administração Penitenciária e Ressocialização da Bahia (Seap) negou o boato que circula em grupos do WhatsApp de que Rafael Pinheiro, padrinho do garoto Marcos Vinícius, encontrado morto em Itapuã nesta quarta-feira (19), tenha sido morto dentro da Cadeia Pública, no Complexo Penitenciário da Mata Escura, em Salvador. De acordo com a Seap, Pinheiro nunca foi à Cadeia Pública e está no Centro de Observação Penal (COP). O COP é uma área destinada para presos que ingressam no regime prisional por crimes que podem comprometer a sua integridade física – como é o caso de Rafael. Ainda de acordo com a Seap, um outro vídeo onde Rafael Pinheiro é avisado de que “vai morrer na faca” não foi gravado em nenhuma dependência administrada pela secretaria. Contatada pelo Bahia Notícias, a Polícia Civil também negou que o vídeo tenha sido feito enquanto Rafael estava sob custódia do órgão.

1

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here