Schumacher anuncia nova aposentadoria ao fim do ano; leia discurso

0

O heptacampeão mundial de Fórmula 1 Michael Schumacher vai parar de correr no fim do ano. Atualmente pilotando um carro da Mercedes, que contratou Lewis Hamilton recentemente – Nico Rosberg é o segundo piloto -, o alemão fará mais seis corridas antes de deixar as pistas. A despedida será no GP do Brasil, em Interlagos, no dia 15 de novembro.

 
 

Schumacher estreou na Fórmula 1 em 1991, como piloto da Jordan e depois da Benetton, escuderia pela qual conquistou seus primeiros dois títulos (1994 e 1995). Chegou na Ferrari em 1996 e conquistou os outros cinco títulos dos sete totais que tem na equipe italiana. Ele se retirou das pistas em 2006 e voltou em 2010, mas não foi tão bem na Mercedes.

“Não há dúvidas de que não alcançamos nossos objetivos de desenvolver um carro capaz de brigar pelo título. Mas também é muito claro que eu ainda posso ser muito feliz com as conquistas que alcancei ao longo de toda a minha carreira”, afirmou o alemão em discurso. Agora, ele só pensa nas últimas voltas. “Gostaria de me concentrar até o final da temporada para as últimas corridas, e aproveitá-las junto com vocês. Vamos nos divertir”.

Leia o discurso na íntegra

Provavelmente não será uma grande surpresa explicar um pouco como estou pensando agora. Basicamente, decidi me aposentar ao final do ano.

Apesar de eu ainda estar apto a competir com os melhores pilotos, em certo ponto é bom dizer adeus, e é isso o que estou fazendo nesta temporada. Desta vez, pode até ser para sempre.

Durante o mês passado, eu não tinha certeza se ainda tinha a motivação e energia que são necessárias para continuar. Não é o meu estilo fazer algo em que não estou me sentindo 100%. Com a decisão de hoje, sinto-me livre daquelas dúvidas, afinal, minha ambição por lutar pelas vitórias e o prazer de pilotar são alimentados pela competitividade.

Não há dúvidas de que não alcançamos nossos objetivos de desenvolver um carro capaz de brigar pelo título. Mas também é muito claro que eu ainda posso ser muito feliz com as conquistas que alcancei ao longo de toda a minha carreira.

Nos últimos seis anos, aprendi muito sobre mim mesmo. Por exemplo, que você pode se abrir sem perder o foco. Que perder pode ser mais difícil e mais instrutivo do que vencer. Às vezes, perdi isso de vista nos primeiros anos. Mas há de se apreciar ser capaz de fazer o que você ama fazer. Você deve viver suas convicções, e eu consegui fazer isso.

Obviamente, gostaria de agradecer à Daimler, à Mercedes-Benz, a equipe, os engenheiros e todos os meus mecânicos por toda a confiança que depositaram em mim nesses anos. Mas também gostaria de agradecer a todos os meus amigos, parceiros e companheiros que me apoiaram durante tantos anos no automobilismo.

Mas, acima de tudo, quero agradecer a Corina e à minha família por ficar sempre ao meu lado, dando-me a liberdade para viver a minha convicção e compartilhar do meu prazer. Isso é muito especial.

Agora, gostaria de me concentrar até o final da temporada para as últimas corridas, e aproveitá-las junto com vocês. Vamos nos divertir.

Obrigado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here