Luana Piovani diz que Lula deve tratar câncer na rede pública

0

Podemos discordar de quase tudo que ela fala. Podemos ficar escandalizados com a agressividade de algumas declarações, totalmente gratuitas. Mas não dá para negar que Luana Piovani é uma das personalidades mais divertidas do Twitter.

Seu perfil sigapiovani tem mais de 96 mil seguidores, e nem era para menos. Quase toda semana ela nos brinda com uma nova polêmica. A mais recente foi sua sugestão para que Lula trate seu câncer no SUS. Justiça seja feita: não foi a única a se sair com esta. Mas, por ser uma celebridade num mar de anônimos, atraiu para si a ira dos correligionários do ex-presidente.

E revidou com vontade. Por enquanto, o debate continua relativamente civilizado: Luana disse que sim, teria seu filho num hospital da rede pública, se esta recebesse os milhões em impostos pagos pelos brasileiros que acabam sendo tragados pela corrupção. Mas daqui a pouco pode perder as estribeiras e mandar alguém tomar naquele lugar, como já fez inúmeras vezes.

Ela fica ainda mais engraçada quando alfineta suas colegas. Há cerca de duas semanas, chamou Carolina Dieckmann de “tronquim”, por esta supostamente não ter peito suficiente para ser considerada “gostosa”. Também disse que outra atriz não precisaria aceitar certos trabalhos, por já estar “zilha” (“zilionária”). Desta não deu o nome, só a inicial: G. A internet ferveu.

No começo deste ano ela criticou muito um ex-namorado (depois se arrependeu), e ainda entrou num bate-boca com um perfil falso de Aguinaldo Silva sem se dar conta do embuste. Luana Piovani detesta o assédio dos paparazzi, mas acaba se expondo muito mais no microblog.

De onde vem tanta desfaçatez? Talvez da autoconfiança proporcionada pela beleza. É um fenômeno curioso: algumas mulheres tidas como muito bonitas se sentem autorizadas a falar tudo o que lhes vier à cabeça, na certeza de serem eternamente perdoadas. O primeiro exemplo que me ocorre é Maitê Proença, que se envolveu em algumas celeumas quando participava do “Saia Justa” (GNT). Mas a filósofa Marcia Tiburi, que dividiu o sofá do programa com ambas, garante: Luana é Maitê “vezes dois”.

Talvez ela nem perceba, mas a ausência de papas na língua pode estar prejudicando sua conta bancária. Faz tempo que não é chamada para protagonizar uma grande campanha publicitária. Sei do que estou falando: trabalho numa agência de propaganda, e o nome de Luana nunca é lembrado quando pensamos numa estrela de TV para algum comercial.

Mas, como espectador e colunista, torço que ela continue destrambelhada. Num mundo onde os famosos são cada vez mais teleguiados por interesses comerciais, ela é um oásis de sinceridade. Luana Piovani rende assunto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here