Otaviano Costa se manifesta após fazer comentário transfóbico no ‘Vídeo Show

0

O apresentador Otaviano Costa, na última terça-feira, dia 10, cometeu um erro ao mostrar certo desconhecimento pela questão de gênero, no Vídeo Show, programa onde o apresentador atua, na TV Globo.

Durante o programa, o ator Orã Figueiredo que está contracenando com Juliana Paes, Leona Cvalli e Danielle Winits em “Totalmente Demais” –,  afirmou, aos risos: “Pra quem foi casado com um travesti em ‘Tapas e Beijos’, agora [está contracenando com] três mulheres lindas”. Achando graça no comentário, o apresentador Otaviano Costa repetiu: “Pra quem foi casado com uma ‘traveco’, tá bem demais”.

A postura dos artistas foi considerada depreciativa com as travestis, ainda mais se tratando de pessoas influentes que trabalham com comunicação e que deveriam dominar os termos corretos do glossário LGBT. Para se retratar, Otaviano postou um pedido de desculpas em suas redes sociais.

otaviano

Veja o texto a seguir:

“Todo meu amor e sinceras desculpas a toda comunidade LGBT e especialmente aos que foram ofendidos diretamente pela infeliz brincadeira q fiz. Tanto da palavra traveco, como da referência a travesti e as mulheres. Aliás, retirei a foto que postei vestido de mulher, que tinha apenas a intenção carinhosa de botar um ponto final nesta desagradável situação. Concordei diante de outras postagens de terceiros, que tal foto não representa as travestis, transexuais e transgêneros. Errei novamente. Mas meu coração está chateado, pois nunca houve e nunca haverá disposição para a maldade, cinismo ou falsidade, ainda mais em causas q tanto tratei/trato com carinho, respeito, alegria e acima de tudo: IGUALDADE. Acho que isto por um lado, é muito positivo, especialmente para o debate e (re) construções. E é certo combater estas posturas (inclusive a minha), por mais inocentes que sejam realmente. Uma sociedade em bons ajustes. O ponto que mais me assustou foram as agressões e as acusações. Mas agora calmamente pensando, é muito compreensível por tudo que passam. Mas vejam: assusta e machuca tbm do lado de cá. Quase um ritual de linchamento, que poderia ser revisto e combatido tbm. O diálogo, a informação e acima de tudo, a compreensão do todo e daqueles envolvidos, há de ser considerado para futuros casos e entendimentos. Fazemos parte de um universo em comum, com planetas distintos. Porém podemos fazer uma bela galáxia, onde as estrelas, iguais e diferentes, podem viver sim em belíssima harmonia, brilhantes, sem buracos negros de preconceito. Viva o respeito! A compreensão! A igualdade! Desculpem-me novamente. Sinceramente, todo meu amor”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here