Prostitutas vão aceitar cartões de crédito e débito durante a Copa

0

A grande movimentação que começa a partir da próxima semana no solo brasileiro com o início da Copa do Mundo 2014 está empolgando todos os mercados, principalmente os de entretenimento e turismo. Em Minas Gerais, garotas de programam estimam um aumento de 30% na procura dos serviços durante a competição. E já se preparam para atender bem a nova clientela.
 
Em Belo Horizonte, em uma das cidades-sede da Copa, as prostitutas vêm apostando na qualificação visando ao melhor atendimento dos gringos. Mais de 300 mulheres já completaram o curso de inglês, oferecido pela Associação das Prostitutas de Minas Gerais (Aprosmig), com a supervisão de professores voluntários. Outras estão correndo contra o tempo para concluir a formação intensiva de idioma a distância.

cartao putas
 
Elas dizem que estão mais preparadas do que os taxistas. Além de todas as qualificações, terá uma cartilha, caso as meninas não consigam entender os clientes estrangeiros, conforme informou ao site Brasil Post, Cida Vieira, coordenadora-geral da Aprosmig, ao se referir ao “Look Book Puta”. Um guia ilustrado de bolso, que lista todas as posições sexuais. O cliente gringo pode apontar à garota qual é a sua preferência.
 
Além da qualificação, as garotas de programa mineiras irão oferecer a opção de pagamento em cartão de débito e crédito – até mesmo parcelado, que já eram oferecidos desde o ano passado pelas mineiras. Essa oferta, uma parceria da associação com a Caixa Econômica Federal, também mira os turistas durante o Mundial.
 
As cartilhas começam a ser distribuídas na semana que vem, antes da chegada dos turistas. A maioria das quatro mil profissionais do sexo que atuam na região central de Belo Horizonte vai ganhar seu exemplar. Todas as filiadas à associação também deverão receber um reforço de kits de sexo seguro, com preservativos e lubrificantes.
 
Segundo Cida Vieira, garotas de programa de outros estados e até estrangeiras estão indo a BH de olho no incremento do mercado do sexo durante a Copa. Ela declarou que ‘se todos estão lucrando com a Copa, por que não podemos lucrar também?’.
 
Esquentando os tamborins, o time das garotas de programa irá às ruas em uma divertida manifestação na véspera da abertura do Mundial, no dia 11 de junho. Elas prometem protestar uniformizadas, como a Seleção, entoando “Não Vai Ter Copa. Vai Ter Pelada”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here