Adolescente acusado de publicar fotos de Carolina Dieckmann nua é apreendido em SP

0

RIO – Um adolescente de 17 anos, suspeito de ter invadido o site da Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (Cetesb) e publicar fotos da atriz Carolina Dieckmann nua, foi apreendido na manhã desta segunda-feira na cidade paulista de Carapicuíba, informou o site G1. As imagens foram colocadas na página principal do site em 15 de maio. Após tomar conhecimento da invasão, a Cetesb retirou o site do ar.

Publicidade

De acordo com o Departamento Estadual de Investigações Criminais (Deic), o adolescente foi identificado no dia seguinte ao ataque, mas só pôde ser apreendido nesta segunda-feira, após a obtenção de mandados de busca e apreensão. Na manhã desta segunda, os policiais estiveram na casa do adolescente, no bairro Jardim Rosa Linda, e na escola de informática onde ele dá aula, no Centro de Carapicuíba. Segundo a polícia, materiais gráficos e quatro computadores foram apreendidos na ação.

O jovem foi levado para a sede do Deic, na Zona Norte da capital paulista. Ele estava acompanhado pelo pai. A polícia investiga ainda a participação de um outro rapaz no caso.

Carolina Dieckmann teve 36 fotos íntimas furtadas de seu computador e publicadas na internet. Segundo os policiais que investigam o caso, o hacker que roubou as imagens usou um software específico para isso, que foi enviado para a conta de e-mail da atriz. Leonan Santos, o principal suspeito de ter entrado no computador da atriz e furtado os arquivos, enviou as fotos para Diego Fernando Cruz, de 25 anos, no interior de São Paulo, que teria então mandado as fotografias para um site pornográfico que pertence a Pedro Henrique Mathias.

Um adolescente, cujo nome não foi divulgado, teria sido o responsável pela chantagem à atriz, que recebeu um pedido de R$ 10 mil para evitar a publicação das imagens. Os envolvidos serão indiciados por furto, extorsão qualificada – e difamação.

Os investigadores interceptaram uma troca de mensagens do grupo pela internet. Nas conversas recuperadas pela polícia, os hackers se mostram preocupados com a repercussão do caso, mas brincam com a possibilidade de serem presos. “Qualquer coisa, vai na cadeia fazer uma visitinha lá pra mim”, diz um dos jovens a outro, por e-mail. E, segundo os policiais, foram as informações deixadas pelos próprios hackers nos acessos aos e-mails de Carolina Dieckmann que permitiram a identificação eletrônica dos suspeitos. Numa das mensagens interceptadas pela polícia, Diego admitiu ter passado as fotos de Carolina Dieckmann adiante.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here