Áudios podem elucidar o atentado contra Bolsonaro

0

O Primeiro Comando da Capital (PCC) – uma das maiores organizações criminosas do país, ligada ao narcotráfico, rebeliões, assaltos, sequestros, assassinatos e partidos políticos – pode estar diretamento envolvido no atentado que vitimou o Presidente da República Jair Bolsonaro, durante ato de sua campanha eleitoral, em Juiz de Fora, MG, no mês de setembro de 2018.

A Polícia Federal apresentou áudios que sugerem o possível interesse do Comando em atentar contra a vida de Bolsonaro. As conversas foram captadas pelo setor de inteligência.

O presidente teve acesso aos materiais na última segunda-feira (25), durante reunião no Planalto juntamente com autoridades da PF e o ministro Sérgio Moro.

O inquérito sobre o atentado contra a vida de Jair Bolsonaro está na fase final. A principal linha de investigação tenta compreender se o PCC teve influência no ataque e um dos focos é identificar se a facção financiou a defesa de Adélio.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here