Bancada vota contra a proibição da carona em moto

1

A Bancada do PT na Assembleia Legislativa votou contra o projeto de autoria do deputado Jooji Hato que proíbe a garupa em motocicletas. De acordo com a propositura os usuários estariam autorizados a dar carona apenas nos fins de semana.

Publicidade

Na avaliação da Bancada do PT o projeto é inconstitucional, pois a matéria é regida por legislação federal e pelo Código Nacional de Trânsito. Outra questão apontada pelo PT é que a lei aprovada acabará por prejudicar principalmente a população mais carente, que usa a moto como meio de transporte para trabalho e lazer, viabilizado por seu baixo custo. “O projeto é discriminatório, trata de forma generalizada o carona como bandido, há muitos trabalhadores que usam a moto como meio de transporte e dão carona para familiares e amigos ”, destacou o líder do PT na Assembleia deputado Enio Tatto.

Quanto ao argumento de que a proibição da carona diminuiria os assaltos e atos de violência, o PT também contesta. A Bancada condena a punição prévia e coloca que não basta apenas uma lei para o combate à violência. ”É necessário policiamento preventivo, punição a quem comete delitos e campanhas de orientação para a condução responsável dos motociclistas.

“Não basta buscar soluções simplistas que prejudicam a população que usa esse meio de transporte rápido e barato,” defendeu o líder petista.

1 COMENTÁRIO

  1. Essa proibição gera mais desvantagens do que beneficios, as pessoas deixam seus carros em casa para trabalhar de moto e normalmente dão carona a alguém (eu sou uma delas), o trânsito é muito intenso, não temos soluções efetivas para esse problema, o número de carros e o trânsito aumenta a cada dia. Os roubos são consumados por muitos outros motivos além do justificado em questão, de onde vem as armas utilizadas nos roubos? Quem permite que elas sejam comercializadas por aqui? De quem é essa responsabilidade? O policiamento não é suficiente? Os “bandidos” não são presos? Estão sempre de volta às ruas? A falta de solução paa o caso repercurte em tomar um direito comum do cidadão, afinal a moto foi fabricada para esse fim também, então vamos proibir que os carros também não sejam ocupados por pessoas além do motorista. Os acidentes são fatos que estarão sempre a acontecer, ainda mais levando em conta que metade da população brasileira “comprou o direito de dirigir”, essa é uma repercursão de mais umas das diversas falhas do governo, é uma bola de neve percebam!
    “…esses acidentes significam um impacto de R$ 10 milhões anuais aos cofres do sistema de saúde. Com o valor seria possível montar dez novas unidades de Assistência Médica Ambulatorial (AMAs)” Fator iluzório, pois nosso sistema de saúde é precário, ja é sabido, li até uma materia dizendo que um hacker invadiu o e-mail do kassab protestando por isso, se não existe investimento nessa área pra que economizar esse dinheiro? pra onde realmente ele vai?
    Não podemos deixar que isso seja aprovado! Isso não está certo!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here