Ex-senador minimiza escolha de Bolsonaro por generais: ‘Não tem perigo de golpe’

0

Advogado, professor universitário e ex-senador pelo Rio Grande do Sul até 2015, Pedro Simon afirmou que não há risco de um golpe militar com a escolha de generais do Exército para ministérios no governo de Jair Bolsonaro (PSL). Em entrevista à Rádio Metrópole hoje (5), durante o Jornal da Bahia No Ar, o ex-parlamentar afirmou que os militares apresentam currículos diferentes dos membros das Forças Armadas que estavam no poder em 1964. Até o momento, Bolsonaro escolheu seis militares para ocupar cargos em ministérios.

“Acho que a gente não tem nenhum perigo nesse sentido. Esses militares têm origens diferentes. Desde o Golbery, passando por todos os outros, eram generais comprometido com o golpe. Agora são generais especializados em realizações. Eles vão querer um governo forte, firme, que tenham respeito do povo. Eles sabem que eles sofreram a repulsa do povo”, declarou o ex-senador.

Pedro Simon ainda fez críticas ao futuro ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodríguez, por declarações feitas à imprensa. Segundo o político gaúcho, há necessidade de se pregar um equilíbrio. “Achei que o ministro da Educação tinha que vir com mais tranquilidade. Não pode querer esmagar um lado. Ele não está sendo feliz no que diz”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here