Família acusa maternidade de recusar parto: ‘mandaram fechar as pernas’

0

Uma família acusa a maternidade de Barreiras, no oeste da Bahia, de recusar um atendimento. O parto aconteceu dentro de uma ambulância a caminho de outra unidade de saúde. Mãe e filha receberam alta na segunda-feira (3).

Segundo o pai da criança, a enfermeira chegou a pedir que a mulher fechasse as pernas para suportar chegar a outro hospital.

Talita Raiane, mãe do bebê, conta que foi levada no carro de um vizinho à maternidade de Barreiras no último sábado (1º) e não conseguiu ter a criança no local. “A moça falou que não tinha médico e ele [o vizinho] falou que tinha pelo menos que liberar a ambulância porque a neném já estava nascendo e dentro do carro dele não teria espaço. Ela [funcionária da maternidade] falou que nem poderia me colocar lá para dentro e nem poderia liberar a ambulância”, disse Talita. Ela ainda contou que só quando ameaçou chamar a polícia que a enfermeira liberou a ambulância para levá-la ao Hospital do Oeste. A caminho da unidade de saúde, a criança nasceu.

db782367f1dc54abce2c92a904cd86d4ee1b6125

Segundo o pai do bebê, a enfermeira chegou a pedir que Talita fechasse as pernas para que conseguisse chegar a outro hospital e ter a criança na unidade de saúde. “Teve enfermeiro lá dentro mandando ela fechar a perna e mandando ele trazer para o HO (Hospital do Oeste). Eu vou entrar na Justiça e vou até o fim agora”, disse Jailton de Souza, pai da criança. Mãe e filha estavam internadas no Hospital do Oeste, mas já receberam alta e estão em casa nesta terça-feira (4). A secretaria de Saúde de Barreiras disse que está apurando a denúncia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here