Funcionários e médicos do Hospital de Juazeiro entram em greve

0

Os funcionários do Hospital Regional de Juazeiro entraram em greve por tempo indeterminado na segunda-feira (17). Segundo os funcionários, os salários são pagos com atraso frequentemente, faltam condições de trabalho e material hospitalar. São mais de 500 funcionários, entre eles 80 médicos, que pararam as atividades.

A unidade de saúde atende 55 municípios da região norte da Bahia e sertão de Pernambuco. Esta já é a segunda greve dos trabalhadores em um ano. A primeira foi no começo do segundo semestre.

hospital-de-juazeiro

A paralisação dos funcionários do hospital deixa os moradores da cidade apreensivos. “Com a greve, vai afetar a questão dos medicamentos, que já não está suprindo todas as necessidades. [Fico com medo], com certeza”, diz a corretora Kelly Amorim.

A mãe da estudante Cristiane Santos está internada há quatro dias no hospital, com pneumonia. Apesar de estar recebendo os cuidados necessários, a estudante teme que a greve dos funcionários prejudique os pacientes. “Porque eles não estão atendendo mais ninguém, só quem está lá dentro”, afirma.

De acordo com o diretor do Sindicato da Saúde da Rede Privada do Estado da Bahia, Sindsaúde, Geraldo Miranda, faltam recursos financeiros e melhores condições de trabalho.
“A situação não está boa. Os atrasos se tornaram de praxe. Os equipamentos estão sucateados, antigos. Não tem previsão ainda de repor equipamentos novos”, afirmou.

A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou por meio de nota que repassou em setembro deste ano, R$ 5.119.362,14 à Associação de proteção à Maternidade e à Infância de Castro Alves, que administra o hospital. A secretaria disse ainda que os funcionários devem ver com a empresa a questão dos pagamentos e compra de materiais. A assessoria de comunicação da associação foi contatada pela reportagem, mas não foi obtido retorno.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here