Homem é preso ao confessar matar travesti e guardar coração da vítima em sua casa

0

Um homem foi preso em Campinas, em São Paulo, depois de confessar que matou uma travesti e guardou seu coração em casa. O homem, identificado como Caio Santos de Oliveira, admitiu à Polícia Militar que manteve relação sexual com a vítima. O órgão foi encontrado enrolado em um pano, debaixo de um armário.

O suspeito foi apresentado na 2ª Delegacia Seccional de Campinas e afirmou que conheceu a vítima, o transexual que tinha como nome de registro Genilson José da Silva. “Ele era um demônio, eu arranquei o coração dele. É isso. Não era meu conhecido. Conheci ele à meia-noite”, declarou o homem.

A notícia continua após esta Publicidade

A Polícia afirma que Caio apresentou uma atitude suspeita ao avistar uma viatura, o que chamou a atenção dos policiais, que o abordaram em um comércio. Ele teria fornecido dados pessoais falsos e tinha sinais de agressões no corpo, como arranhões e escoriações. Questionado sobre isso, ele acabou confessando o crime e levou os policiais a um cômodo onde estava o corpo do travesti morto com uma imagem de santo sobre ele.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here