Homem liga para emissora de rádio e pede ajuda para se entregar a policia. Ele era foragido.

0

Após passar seis anos foragido da Justiça, um dos homens envolvido em um triângulo amoroso que terminou em tragédia na cidade de Simão Dias, se entregou nesta quarta-feira  (29).

Após matar Valdenor Santos Tavares com dois tiros de escopeta calibre 12 no ano de 2006, João Ribeiro dos Santos, 43 anos, conhecido como ´Joãozinho´, fugiu para uma cidade do Sul da Bahia onde ficou escondido todos esses anos.

Cansado de viver foragido, Joãozinho ligou para a uma rádio de Simão Dias e pediu que um radialista procurasse a delegacia a fim de intermediar sua prisão. O comunicador procurou o delegado Eurico César e obteve a garantia de que o acusado teria todos direitos constitucionais preservados. Nesta quarta-feira, João Ribeiro acabou preso por força de um mandado de prisão.

Segundo informações da polícia, Valdenor mantinha um relacionamento amoroso com a companheira de João Ribeiro, uma mulher identificada como ´Meirinha´. Após descobrir o romance extraconjugal da mulher, Joãozinho resolveu tirar satisfações com Valdenor, mas acabou levando um surra. Inconformado, Joãozinho procurou o patrão José dos Santos de Jesus, o ´Miúdo´, e contou o que havia ocorrido.

O patrão tomou as dores do funcionário e foi procurar Valdenor para tirar satisfações, mas acabou apanhando também. A partir dessas brigas, Joãozinho e Miúdo se reuniram e exigiram que Meirinha marcasse um encontro com ele às margens do Rio Caiçá. “O encontro na verdade era uma emboscada. Quando os dois chegaram, Meirinha saiu e Valdenor acabou atingido com um tiro na cabeça e outro do pescoço”, disse o delegado Eurico César.

Meirinha já foi presa em 2007 e José dos Santos de Jesus ainda encontra-se foragido. João Ribeiro encontra-se preso na Delegacia de Simão Dias à disposição da Justiça.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here