Homem que ameaçou explosão em prova da OAB é eliminado de exame

0

Após ameaçar explodir bomba durante a prova da OAB na Bahia, o candidato Frank Oliveira Costa, de 36 anos, foi eliminado do Exame da Ordem e não irá participar da avaliação que foi remarcada para o dia 14 de agosto. As provas, que seriam realizadas no domingo (24), foram canceladas após o rapaz usar balas de gengibre presas ao corpo sob a alegação de que eram explosivos. A situação gerou pânico e correria entre 3.400 participantes.

Conforme a OAB, Frank foi eliminado por “comportamento indevido”, irregularidade que estaria prevista no edital das provas e que pode resultar na exclusão do participante.

homem_bomba_03

O advogado do candidato, Marcos Melo, disse ainda que não foi informado oficialmente sobre a decisão. Entretanto, destacou que o edital é dúbio ao prever a exclusão neste tipo de caso.

“O edital diz que o candidato vai ser eliminado [se o comportamento indevido for registrado] durante a prova”, destaca. Como a situação foi iniciada antes da entrega dos exames, ele diz que fica exposta uma questão de interpretação que cabe questionamento.

Marcos ressalta que Frank ainda não esboçou interesse em participar das provas na nova data do Exame. “Caso ele queira participar, após conversar com a família, a gente vai buscar o Judiciário”, revelou. O advogado conclui que o comportamento do cliente nas provas foi um ato de protesto à metodologia da avaliação.

Caso
Candidatos que fariam o Exame da Ordemno Centro Universitário Jorge Amado (Unijorge),deixaram o local após um candidato entrar no centro universitário e anunciar que tinha explosivos amarrados ao corpo.

Houve pânico e correria entre os 3.400 candidatos. A prova em Salvador foi cancelada por causa da confusão.

Frank Oliveira da Costa anunciou que estava com explosivos amarrados ao corpo e disse que os candidatos que estavam na sala com ele tinham alguns minutos para deixar o local.

O Batalhão de Operações Especiais da Polícia Militar (BOPE), o Esquadrão antibombas da Polícia Federal, dentre outras unidades policiais especializadas em situações de risco, foram deslocadas para a universidade. Após mais de quatro horas de negociação, o suspeito se entregou.

Conforme a OAB do Rio Grande do Norte, o homem já tem histórico de tumulto na aplicação do Exame da Ordem em Natal. Há cerca de dois anos, Frank Oliveira da Costa criou confusão e chegou a rasgar as provas quando participava da avaliação na cidade.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here