Jovem morto por segurança estava drogado e seria internado

0

O jovem Pedro Gonzaga, de 19 anos, morto em uma filial de supermercado Extra no Rio de Janeiro, estaria sob efeito de drogas ao ser imobilizado por uma gravata. A informação foi dada pelos próprios familiares , que ainda afirmaram que ele seria internado horas depois em uma clínica para dependência química.

A notícia continua após esta Publicidade

Tanto o padrasto do rapaz como uma amiga de sua mão foram ouvidos ainda na manhã desta sexta (15) por agentes da Delegacia de Homicídios (DH), na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Outros três funcionários do estabelecimento também falaram à polícia.

Cassiano Conte, delegado que conduz as investigações, afirma que o parador de Pedro conta que a família estava no mercado para comprar mantimentos para a internação em questão. No entanto, ao ter um surto, o jovem correu em direção ao segurança e avançou para cima dele.

“Não tenho elemento concreto que o vigilante queria a morte dele [Pedro]. O que eu tenho é ele tentando conter o jovem, da pior maneira possível. Ele [segurança] exagerou, ele foi imprudente na prática, mesmo tendo o conhecimento.

O segurança deixou a DH ainda na madrugada desta sexta e responderá pelo crime em liberdade. A liberação ocorreu apenas mediante pagamento de fiança de R$ 10 mil.

Assista ao vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here