Número de mortos por terremotos no Irã passa de 150

0

Pelo menos 153 pessoas morreram e outras 700 ficaram feridas após os dois fortes terremotos que atingiram o noroeste do Irã neste sábado (11), próximo à cidade de Tabriz, declarou o vice-ministro do Interior, Hasan Ghadami à agência de notícias Fars.

Publicidade

“Houve 45 mortos em Ahar, 40 mortos em Varzeghan, 50 em Haris e 18 feridos morreram em hospitais de Tabriz”, disse o vice-ministro. O ministério da Saúde do país informou 700 feridos pelos tremores, segundo a Fars.

O Irã está localizado em uma área com diversas falhas geográficas e já sofreu terremotos devastadores nos últimos anos, incluindo um de magnitude 6.6 em 2003 que atingiu a cidade histórica de Bam e matou mais de 25 mil pessoas.

O centro de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos indicou que o primeiro terremoto foi de magnitude 6.4, a 60 quilômetros da cidade de Tabriz e a 9,9 quilômetros de profundidade.

O segundo terremoto foi de magnitude 6.3 a 49 quilômetros da mesma cidade em uma profundidade similar, e apenas 11 minutos após o primeiro.

Após isso, ocorreram ao menos 18 tremores subsequentes, informou a mídia iraniana.

O segundo terremoto ocorreu próximo a cidade de Varzaghan. “O tremor foi tão intenso que as pessoas correram para as ruas em meio ao medo”, segundo a Fars.

Em torno de 210 pessoas em Varzaghan e Ahar foram resgatadas de escombros, informou a agência de notícias oficial Irna.

Tabriz é uma importante cidade e centro comercial longe das regiões produtoras de petróleo do Irã e das instalações nucleares.

Os dois terremotos atingiram a região às 16h53 (09h23 de Brasília) e às 17h04 (09h34).

Cidades afetadas
As cidades de Tabriz, Ardébil, Ahar, Varzeghan, Mehraban e Heris, assim como várias aldeias foram atingidas pelos dois terremotos e pelas réplicas que se seguiram.

“O acesso às aldeias da região está cortado e nós mantemos contato apenas por telefone com elas”, declarou Mahmoud Mozafar, chefe da Defesa Civil iraniana à agência Mehr.

“Nenhum registro foi anunciado até o momento, mas os feridos foram levados para o hospital”, acrescentou.

Ele indicou que helicópteros haviam sido enviados para as aldeias da região.

Um porta-voz dos bombeiros de Tabriz afirmou à agência Isna que “a energia elétrica foi cortada na maior parte dos bairros da cidade e que há um engarrafamento monstruoso”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here