O que fazer se um quer mais sexo que o outro?

0

Se quando pinta a oportunidade é você quem está sempre preparada(o) e a fim de fazer sexo, isso não significa que você tem que sentar e esperar até que ele ou ela mude: “Vocês dois são igualmente responsáveis pela forma que lidam com este assunto”, garante Michele Weiner-Davis Diretora do Divorce Busting Center, no Colorado, em seu artigo publicado pela Psychology Today.

Veja as oito dicas que ela deu para mudar o approach e aumente as chances de ele ou ela se aproximar mais de você:



se
1. Não leve para o lado pessoal
Diferenças de desejo sexual entre casais são bastante comuns. Embora seja difícil ter suas investidas rejeitadas repetidamente sem levar isso para o pessoal, você precisa se lembrar que a falta de interesse do(a) parceiro(a) pode simplesmente não ter nada a ver com você, nem com o fato de você ser atraente ou não; muito menos com suas qualidades como ser humano. Pode ser uma questão puramente emocional ou hormonal. A situação machuca, mas não subestime o quanto isso magoa o outro lado também. Comece sendo compreensiva(o).

2. Não esfrie a conversa, quebre o gelo
Comece a prestar mais atenção na amizade de vocês. Muitas mulheres são assim e não conseguem sentir atração sexual senão se sentirem próximas e íntimas. Por isso é extremamente crucial fazer coisas juntos como casal, seja ficando juntinhos no sofá assistindo seriados ou sendo mais presente nos encontros, perguntando como foi o dia dela. É esse tipo de coisa que amolece o coração de uma mulher.

3. Faça algo diferente
Sem conhecer você, dá pra dizer com relativa certeza que o seu comportamento “mais do mesmo” sempre foi persegui-la(o) em busca de sexo. E desde que o assunto foi levantado, vocês têm discutido mais por causa dele. Bem, talvez chegou a hora de abordar o tema de uma nova maneira! Pra começar, dê espaço para ela(e): passe um tempo sem provocar ou buscar sexo para ver o que acontece. Às vezes a pessoa simplesmente precisa de um tempo pra recarregar as baterias e, além do mais, quando o tópico deixa de ser uma disputa, ele ou ela pode se sentir mais amorosa. Vale a pena tentar.

4. Foque no que funciona
Já houve tempos em seu casamento em que a sua vida sexual era mais apaixonada? Sim, eu sei, bem no começo — a novidade faz os hormônios entrarem em ebulição, o que não é mais o caso. Examine o seu relacionamento além do começo. Pergunte-se: “o que era diferente na época em que minha esposa era mais interessada em sexo?” Avalie se alguma dessas condições são reproduzíveis. E então recrie-as!

5. Toque com afeto sem pensar que o sexo é iminente
As mulheres geralmente reclamam que seus maridos nunca encostam nelas, exceto quando estão a fim de transar. Isso é broxante para elas. Será que os caras são incapazes de abraçar sem que as mãos desçam por seus corpos? Damas têm uma necessidade maior por afeto livre de sobretons sexuais, e se irritam quando cada toque se transforma num meio de preliminar.

6. Masturbe-se
Uma vez que seus desejos sexuais são tão diferentes, não faz sentido ficar esperando que a(o) parceira(o) cuide de cada chamada da sua libido. Você precisa assumir a responsabilidade de satisfazer suas próprias necessidades de tempos em tempos. Provavelmente você já está fazendo isso, mas pode estar cheio de ressentimento. Isso faz parte do processo de aceitar as diferenças.

7. Aceite um presente de amor
Às vezes as coisas melhoram um pouco e a parceira tenta ser mais atenciosa em relação às suas necessidades, decidindo se tornar mais íntima, embora o sexo não seja com todo aquele desejo. Ao invés de se sentir ofendido e insultado, aceite como um gesto de amor. Em todo bom relacionamento as pessoas fazem coisas umas para as outras sem ser exatamente o que elas estão a fim de fazer no momento o tempo todo. Isso é mais do que normal: é uma doação verdadeira de si mesmo. Aproveite!

8. Se tudo falhar, seja brutalmente honesta(o)
Sim, há casos em que um dos parceiros está tão insatisfeito com o relacionamento sexual que ele ou ela acaba tendo um caso ou abandonando o casamento. Você também pode estar pensando nessas alternativas, mas um affair é uma solução paliativa e vil. Isso só via piorar as coisas em casa, embora em raras exceções um caso extraconjugal às vezes sirva como um “chamado” para a realidade. Agora, se você já está fantasiando em fazer as malas e dar no pé, apenas garanta que a outra parte compreende a gravidade da situação, caso não esteja disposta a mudar. Jamais culpe ou ameace alguém por causa das diferenças que existem entre vocês dois. Diga que você está considerando fazer algo que não gostaria por estar tão desesperado por não saber mais como agir para melhorar as coisas entre vocês dois.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here