Policiais evitam que 200 taxistas invadam hospital atrás de suspeito de homicídio

0

Um grupo de 200 taxistas fechou uma das principais avenidas de Manaus na noite desta terça-feira. Eles tentavam invadir o Hospital e Pronto-Socorro 28 de Agosto para pegar o suspeito de assassinar um colega que faleceu na tarde de domingo, após seis dias internado. Ele levou uma facada durante um assalto.

O trânsito no local ficou bastante prejudicado e a situação deixou assustados os funcionários do local.

A notícia continua após esta Publicidade

Segundo o coronel Aroldo, a situação só ficou mais calma após um taxista entrar no centro de urgência para tentar identificar o suspeito. “Ele não o reconheceu, avisou aos outros e a maioria foi embora do hospital. Ficaram apenas alguns que ainda acham que ele está lá dentro”, disse.

De acordo com Alex Adriano Rosa, taxista há oito anos, toda a categoria está mobilizada para achar o suspeito de matar o taxista Francisco Cezar Oliveira Pereira, de 39 anos, esfaqueado durante assalto no domingo (27). “Queremos que ele saia de circulação e pague pelo que fez. Ele precisa ser preso. Cada taxista está andando com a foto do suspeito no celular e procurando o assassino. Falaram que ele estava no João Lúcio, mas depois fomos informados que avistaram a esposa dele na frente do 28 de Agosto. Isto foi avisado em um canal das cooperativas e todos vieram para cá”, explicou.

Com a forte chuva que atinge Manaus, os taxistas se dispersaram e a maioria deles começou a deixar o local por volta das 21h15. O efetivo policial também foi reduzido.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here