População de Feira de Santana, na Bahia, reclama dos pombos na cidade

0

Em Feira de Santana, cidade a 108 Km de Salvador, os pombos são facilmente encontrados pelas ruas. Atraídos por alimentos ou abrigos, a ave se mutiplica com muita facilidade. Raimundo frequenta o centro de abastecimento da cidade e tem que conviver com os animais que fazem muita sujeira. “Cai porcaria do telhado, às vezes pode cair até no alimento”, observa o rapaz.

Na casa em que Mônica trabalha a reclamação a mesma, os pássaros sujam tudo. “Eles causam muita sujeira, a gente já chehou a pegá-los dentro de casa”, destaca a moça.

A sujeira causada pelos animais não e o único problema, eles também podem transmitir muitas doenças. Uma bióloga atenta para os riscos de manter os pombos por perto. “Eles transmitem desde carrapato a infecções respiratórias muito perigosas”, observa a especialista.

A exterminação de pombos é um crime ambiental, mas existem maneiras de expulsá-los sem agredi-los. “Esses animais não devem ser alimentados pela população, nem se deve estimular a permanência deles em casa. Eles devem ser desalojados. Para isso podem ser utilizadas as telas milimétricas ou os forros no espaço entre o telhado e o muro da casa”, ensina a bióloga.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here