Porta-luvas ultrapassa gerações e se sustenta como item indispensável

0

Já parou para pensar na origem do porta-luvas e como ele se manteve item determinante no painel do carro apesar dos avanços do design interior? Como o nome diz, o compartimento foi elaborado com o objetivo de guardar as luvas dos condutores do veículo no início do século, uma vez que os automóveis não possuíam sistema de aquecimento e o motorista era obrigado a dirigir com luvas por causa do frio intenso.

Um século se passou e o porta-luvas, mesmo perdendo sua utilidade original, não deixou de ser majestade. Duvida? Pois atire a primeira pedra quem discorda que o porta-luvas resistiu ao tempo e se transformou no “porta-quase-tudo” mais fiel e companheiro que existe dentro do carro. Compartimento ideal para itens de emergência, como band-aid ou esparadrapo, rolinho de barbante, agulha e linha de costura, manual do carro, lista com telefones de emergência etc.

A notícia continua após esta Publicidade

Para a arquiteta Suzana Amaral, de 27 anos, o porta-luvas pode ser considerado uma segunda necessàire.

“Meu porta-luvas tem tudo, é praticamente como uma tradicional bolsa feminina: de lixa de unha a lenços de papel, passando por álcool em gel, menos luva”, conta.

A representante comercial Denise Paschoal, de 38 anos, diz que já deixou de comprar um modelo de carro porque considerou o porta-luvas pequeno.

“Um dos itens que me chama a atenção é o tamanho do porta-luvas. Ali eu coloco recarregador do celular, guarda-chuva, caneta e um bloco de papel. É minha segunda bolsa. Já deixei de comprar um determinado carro porque o porta-luvas não ia comportar tudo aquilo que eu preciso ter sempre a mão”, revela.

Para a fisioterapeuta Taís Cabral, de 36 anos, o porta-luvas já não é suficiente para sua necessidade:

“Tenho por hábito ter alguns itens pequenos que uso nas consultas particulares no carro. O porta-luvas ficou pequeno para minha necessidade e, por isso, lanço mão da gaveta que tem debaixo do meu banco de motorista”, diz.

Já a estudante Renata Desmarais, de 19 anos, não tem carro, mas revela que o porta-luvas do carro do namorado é o espaço reservado para ela.

“Não faço questão de nada, mas o porta-luvas do carro do meu namorado é todo meu. Coloco de tudo ali dentro. Ele reclama um pouco que não tem espaço, mas sei que ele já precisou de muita coisa minha, como o guarda-chuva, por exemplo”, conta a jovem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here