Suspeito de matar Marielle morava em casa de Bolsonaro?

0

Circula nas redes sociais a informação de que a casa onde morava o policial militar reformado Ronnie Lessa, um dos suspeitos de matar a vereadora carioca Marielle Franco (PSOL), constaria na declaração de bens do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Por meio do projeto de verificação de notícias, usuários do Facebook solicitaram que esse material fosse analisado.

A notícia continua após esta Publicidade

“A casa onde mora o matador de Marielle e Anderson pertence ao presidente Bolsonaro, está na declaração de bens dele ao TSE”
Publicação que, até as 17h30 do dia 13 de março de 2019, tinha sido compartilhada ao menos mil vezes no Facebook

FALSO

Ronnie Lessa, apontado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) como autor dos disparos contra a vereadora Marielle Franco, é vizinho do presidente Jair Bolsonaro (PSL), mas sua casa não está no nome do presidente.

Segundo o jornal O Globo, o inquérito da Polícia Civil que investiga o caso especifica que Lessa reside na casa 65/66 do Condomínio Vivendas da Barra, na Barra da Tijuca, zona Oeste do Rio de Janeiro. Reportagens de Folha de São Paulo e Época confirmam que a casa geminada alugada por Lessa é a de número 65/66. Essa casa não consta na declaração de bens do presidente Bolsonaro ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Segundo o TSE, Bolsonaro é proprietário de duas casas no condomínio Vivendas da Barra: uma de número 36 e outra de número 56. Elas foram declaradas no valor de R$603,8 mil e R$ 400 mil, respectivamente.

A informação também foi verificada pelo jornal O Globo e pelo site Aos Fatos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here