TRE proíbe caça de pokémons nas zonas eleitorais da Bahia

0

Por meio das redes sociais, o Tribunal Regional Eleitoral da Bahia (TRE-BA) alertou que a caça de pokémon nas zonas de votação durante as eleições 2016 é proibida. A campanha para alertar o eleitor foi iniciada  na quinta-feira (4).

Conforme o TRE-BA, o alerta está relacionado ao fato de que o uso de celulares é proibido nas cabines de votação. “Já temos o Pokémon Go, mas é aquele ditado: não se pode ter tudo. Na hora de votar, é proibido o uso de celular. Combinado?”, diz post publicado em uma nas redes sociais.

Além do aviso, um banner foi compartilhado com o seguinte recado: “TRE-BA informa: é proibido capturar pokémons no local de votação”. O Alerta foi feito com base a Lei 9.504/97, artigo 91, que proíbe o uso de celulares nas zonas eleitorais.

tre-pokemon

Alerta da polícia
Na quarta-feira (4), uma outra postagem publicada nas redes sociais da 77ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, alertou ao risco de ocorrências como assaltos aos usuários do aplicativo Pókemon Go, que chegou ao Brasil na quarta-feira (3).

O aviso, que conta com mais de 1000 compartilhamentos no Facebook, ensina precauções no uso do jogo de realidade aumentada, onde o gamer anda pela cidade para capturar pokémons e obter acessórios.

77cipm

A ideia foi da responsável pela comunicação social da companhia, a soldado Deyse Bastos. “Hoje o roubo de celular é campeão em ocorrência em todo o país. A gente teve essa ideia porque viu que seria uma febre, como em outros países, já para evitar que exista ocorrências”, explica a PM.

Ela diz que já observou jovens brincando com o aplicativo no celular pela cidade. “Andando no centro da cidade, já observamos e, só a título de orientação, dizemos [aos jogadores] para ter cuidado”, afirma.

A primeira dica listada pela CIPM é: “Preste atenção ao que está acontecendo ao seu redor. A distração é o primeiro passo para atrair os bandidos”. A policial diz que um dos locais onde mais são registrados assaltos pela polícia é no centro da cidade de Vitória da Conquista, justamente onde estão localizados os chamados “pokestop” . “É uma espécie de posto de combustível para o jogo e é lá onde se pega as ‘pokebolas'”, explica.

A policial também alerta para os jogadores não caçarem os “monstrinhos” em propriedades privadas ou locais públicos onde a entrada não é autorizada ao público. “É crime a invasão de propriedade e a pessoa dona do local pode achar que ele está entrando para cometer um crime e pode se defender sem saber o que é”, afirma.

A PM ainda pede atenção aos motoristas, porque além de poder causar acidentes, é infração gravíssima conduzir veículo segurando ou manuseando celular. O alerta também é estendido porque existe o risco de pessoas mal intencionadas atraírem jogadores para cometer crimes.

“Hoje já existem diversos grupos de jogadores aqui na cidade, mas pode ter uma pessoa mal intencionada e levar [os jogadores] para locais para cometer crimes. Tem pessoas que usam o jogo para atrair pessoas, colocando localizador de pokémons onde não existem para atrair os jogadores”, diz a policial.

Segundo a soldado, os gamers devem redobrar a atenção e evitar marcar encontros com pessoas desconhecidas para jogar. “Tem que ter o cuidado redobrado. Se deve jogar e caçar o pokémon com grupos de amigos conhecidos e não alheios”, afirma.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here