Vendedores clandestinos de gás de cozinha são indiciados

0

Quatro proprietários de revendas de gás de cozinha (GLP) foram indiciados após operação conjunta para o combate de comércio clandestino do produto, realizada na nos bairros do Rio Vermelho, Santa Cruz e Federação.

Paulo Alberto Dórea dos Santos, proprietário da loja Planeta Água; Marisa dos Reis Lopes, da M. E.; José Luiz Leal Almeida, da Luz d’Água; e Genésio Alves dos Santos, da Federação Gás vão responder por crime contra a ordem econômica, que prevê pena de um a cinco anos de detenção.

650x375_1329120

Os quatro também serão investigados pela venda e armazenamento de botijões de gás em locais onde também eram guardados garrafões de água mineral.

A operação foi deflagrada na madrugada desta quarta-feira, 29, pela Polícia Civil, Ministério Público (MP), Agência Nacional do Petróleo (ANP), Superintendência de Controle e Ordenamento do Uso do Solo no Município (Sucom) e Transalvador, que ainda vão avaliar qual deverá ser o valor real das multas a serem aplicadas.

Ilegais

Durante as investigações, descobriu-se, ainda, que o comércio clandestino de botijões de gás estava sendo alimentado por revendedores registrados, com alvará de funcionamento legal.

De acordo com a titular da Delegacia de Crimes Econômicos e contra a Administração Pública (Dececap), Débora Freitas, a ação foi planejada após denúncias de concorrência desleal e desrespeito às normas de segurança feitas pelo Sindicato dos Revendedores de Gás (Sindrevgas).

“Precisamos coibir a venda ilegal de botijões de gás, pois essa prática está se alastrando por toda a cidade. As operações serão constantes e irão se estender também para outros bairros de Salvador”, afirmou a delegada.

O coordenador regional da ANP, Ubirajara Souza Silva, alerta que todo comerciante sem licença para vender esse tipo de produto poderá ser multado. “A multa já começa a partir de R$ 50 mil pela venda. Já pelo armazenamento inadequado, o valor começa em R$ 20 mil”, explicou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here