Denúncia: Usuários estariam comprando senhas no Ponto Cidadão de Ipirá

0

Em denúncia feita no programa Conexão Chapada (Rádio Ipirá FM), desta quarta-feira 13, usuários relatam sobre venda ilegal de senhas para atendimentos na fila do Ponto Cidadão em Ipirá (BA). Como se sabe, o órgão é público, com funcionários pagos com dinheiro do povo e o atendimento tem que ser igual para todos.

Esta não é a primeira vez que o órgão está envolvida em denúncias. No ano passado, abril de 2015, o Ponto Cidadão de Ipirá esteve envolvido em fraudes relativo ao seguro desemprego. A denúncia, foi feita por uma das servidoras. O caso teve repercussão local e estadual.

Na época, quatro funcionários foram afastados, segundo informações, correntes na cidade, muitas pessoas estariam envolvidas. A denúncia dava conta de desvios de recursos de seguro-desemprego no SineBahia de Ipirá, onde os acusados burlavam o sistema com o fim de aumentar os valores do benefício desemprego.

Ainda não se sabe a soma subtraída nem o tempo em que o suposto esquema teria vigorado. O esquema funcionava da seguinte forma, o servidor responsável pelo seguro, inseria dados falsos no sistema sobre dispensa de empregados ou majoração de valores de salário, visando aumentar o valor da parcela do benefício social.

O caso chegou ao conhecimento da Prefeitura local, do Ministério do Trabalho e Emprego, Polícia Federal e Ministério Público Federal (MPF).

Na época, por meio de nota, a Setre (Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte) do Estado, afirmou que teria instaurado processo de investigação e montado uma Comissão de Sindicância no dia 27 de março 2015 para apurar os fatos, que teria até 30 dias para concluir o relatório.

Até hoje ninguém foi punido. Agora, um ano depois, o silencio continua em relação ao escândalo que ganhou as páginas dos principais veículos de comunicação local e estadual. A comunidade ipiraense aguarda esclarecimentos. Segundo informações o caso encontra-se nas mãos da Polícia Federal.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here