Denuncia: Lixão de Itaberaba é uma vergonha nacional

1

Uma matéria divulgada no programa Brasil Urgente Bahia da rede Bandeirante denunciou o abandono do lixão de Itaberaba, um descaso que já existe a mais de 30 anos sem que prefeitos e vereadores façam nada.

As senas são fortes, neste ambiente gente disputa alimento com bichos e o que os diferenciam são os sonhos. “Meu sonho é ter uma vida… ter uma casa, moro de aluguel” diz Maria, catadora de lixo.

A Bahia tem o maior numero de miseráveis do país, mais de 2,4 milhões de pessoas vivem com R$ 70,00 por mês, segundo o IBGE, representa 17,7% da população do estado, estes números alarmantes mostram que quase 15% dos miseráveis do Brasil estão por aqui.

A notícia continua após esta Publicidade

No lixão de Itaberaba não existe ação social, cadastramento, para os poderes públicos essas pessoas simplesmente não existem.

Estima-se que aproximadamente 200 famílias sobrevivem do lixão de Itaberaba sem nenhuma qualidade de vida.

O que é um aterro sanitário?

Aterro sanitário é um espaço destinado à deposição final de resíduos sólidos gerados pela atividade humana. Nele são dispostos resíduos domésticos, comerciais, de serviços de saúde, da indústria de construção, e também resíduos sólidos retirados do esgoto.

Condições e características

A base do aterro sanitário deve ser constituída por um sistema de drenagem de efluentes líquidos percolados (chorume) acima de uma camada impermeável de polietileno de alta densidade – PEAD, sobre uma camada de solo compactado para evitar o vazamento de material líquido para o solo, evitando assim a contaminação de lençóis freáticos. O chorume deve ser tratado e/ou recirculado (reinserido ao aterro) causando assim uma menor poluição ao meio ambiente.

Seu interior deve possuir um sistema de drenagem de gases que possibilite a coleta do biogás, que é constituído por metano, gás carbônico(CO2) e água (vapor), entre outros, e é formado pela decomposição dos resíduos. Este efluente deve ser queimado ou beneficiado. Estes gases podem ser queimados na atmosfera ou aproveitados para geração de energia. No caso de países em desenvolvimento, como o Brasil, a utilização do biogás pode ter como recompensa financeira a compensação por créditos de carbono ou CERs do Mecanismo de Desenvolvimento Limpo, conforme previsto no Protocolo de Quioto.

Sua cobertura é constituída por um sistema de drenagem de águas pluviais, que não permita a infiltração de águas de chuva para o interior do aterro. No Brasil, usa-se normalmente uma camada de argila.

Um aterro sanitário deve também possuir um sistema de monitoramento ambiental (topográfico e hidrogeológico) e pátio de estocagem de materiais. Para aterros que recebem resíduos de populações acima de 30 mil habitantes é desejável também muro ou cerca limítrofe, sistema de controle de entrada de resíduos (ex. balança rodoviária), guarita de entrada, prédio administrativo, oficina e borracharia.

Quando atinge o limite de capacidade de armazenagem, o aterro é alvo de um processo de monitorização especifico, e se reunidas as condições, pode albergar um espaço verde ou mesmo um parque de lazer, eliminando assim o efeito estético negativo.

Existem critérios de distância mínima de um aterro sanitário e um curso de água, uma região populosa e assim por diante. No Brasil, recomenda-se que a distância mínima de um aterro sanitário para um curso de água deve ser de 400m.

1 COMENTÁRIO

  1. É revoltante vê esse realidade,e mais ainda é saber que os governantes as ditas ”autoridades”, conhecem essa realidade e tapam os olhos. Mais tenham certeza que em 2012 ano eleitoral, eles irão ludibriar a mente dessas pessoas com falsas promessas,no intuito de permanecerem mais quatro anos no poder,enquanto aqueles, permanecerão em situação desumana.
    ”Itaberaba está mudando só não vê quem não quer” e viva a hipocrisia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here