Em Itaberaba, Prefeitura toma medidas por conta da Paralisação dos Caminhoneiros

0

Caminhoneiros de todo o país cruzam os braços, pelo quinto dia seguido, em protestos contra a alta dos combustíveis. A Petrobras anunciou o corte de 10% no preço do diesel nas refinarias pelos próximos 15 dias e a Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que elimina a cobrança de PIS-Cofins sobre o diesel até o fim do ano — o texto ainda vai passar pelo Senado.

Entretanto, os motoristas de caminhões decidiram manter a paralisação, que já traz consequências como desabastecimento em supermercados e centros de distribuição de alimentos; redução na frota de ônibus em capitais, como São Paulo, Recife e Rio de Janeiro, além da falta de gasolina, etanol e diesel nos postos de combustíveis.

Aqui em Itaberaba a situação não é diferente e a gestão Cidade de Todos precisou tomar algumas medidas, a fim de preservar a mínima funcionalidade dos serviços públicos essenciais. O primeiro passo foi cortar o abastecimento dos carros oficiais, ação que foi estendida a todas as secretarias municipais.

Com exceção da Secretaria da Saúde (Sesau), que prioriza o abastecimento de ambulâncias visando o atendimento no fim de semana e manter o transporte de pacientes nesse período. Porém, se a greve permanecer, em poucos dias, esses serviços, infelizmente, também serão suspensos.

A Secretaria de Educação (Seduc) suspendeu o Transporte Público Escolar, nessa quinta-feira (24). Para os alunos, que não dependem desse transporte, as aulas permanecem regulares. Os estudantes que forem prejudicados pela greve não terão prejuízo na vida escolar. Um Caléndário Especial de Reposição de Aulas já está sendo preparado pela Seduc e será divulgado assim que as atividades sejam normalizadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here