Jucélia se mostra animada e continua sua luta pelas mulheres de Itaberaba com a Ong Sonho de Mulher

9

Noticia do site: www. brasilmeubrasil .com. br – A história de Jucélia e o encontro com o suposto milionário italiano, de nome Germano, chamou a atenção do país após veiculação de reportagem em rede nacional. A história pode parecer um conto de fadas, mas a sua realidade é dura e mesmo assim, ela é solidária com outras mulheres que buscam ajuda. O empenho em ajudar o próximo levou Jucélia a criar a ONG “Sonho de Mulher” que continua em busca de apoios para desenvolver seu trabalho. 

Jucélia revelou  que está em busca de meios para viabilizar a continuação do projeto e que precisam muito de um espaço fisico para isso. “Só está faltando alguém fazer um livro e um filme para conseguirmos dinheiro pra compra uma casa pra a ONG”, adiantou alegre como sempre.
A falta de espaço para atendimento dificulta a realização de um trabalho mais consistente pela ONG, “o ultimo trabalho foi de uma redução de mama de uma mulher que tirou 7 quilos de peito”.
Jucélia falou sobre as dificuldades que enfrenta no dia a dia, mas ressalta que nunca perdeu a esperança. “Realmente eu vivo em uma situação muito difícil, mas não perco a esperança.
A ONG realiza trabalhos como o artesanato para ajudar as mulheres. Todo o trabalho é feito por voluntários, sem apoio de nenhum governo.
Jucélia confirmou também a venda de um terreno para investir nas obras sociais da sua organização não governamental. ‘“Foi um terreno de 10 por 25”, contou.
Mas nem só de alegrias vive Jucélia e as mulheres da ONG, que foi assaltada e contraiu muitas dividas por conta disso.
A situação atual da entidade não é das melhores, segundo revelou a itaberabense que chamou a atenção do Brasil por sua história. Mesmo com a boa repercussão da reportagem sobre a história de Jucélia na Rede Record e em vários meios de comunicação, a situação não é doferente do que era. “Está tudo mais estranho, todas estão com muita espectiva, mas não garanto nada, pois a situação ainda está na mesma”, disse ela.
Quando endagada sobre o italiano Jucélia ainda revelou que o detetive enviado por Germano para encontrá-la manteve contato com ela através do Facebook. “Ele conversou comigo aqui no Facebook. Nenhuma novidade, só que o Germano está melhorando do resfriado”, contou.
De acordo com ela, cerca de 480 mulheres estão cadastradas na organização. Ela conta que existe um estatuto, CNPJ e inscrição municipal, ou seja, tudo de acordo coma lei, “Só não acabamos o regimento interno que está sem uso por falta de atividade, mas temos regras que são respeitadas”, finalizou.

 

9 COMENTÁRIOS

  1. A TARDE On Line
    Essa estória foi contada no ano 2000. Veja no link abaixo e faça suas conclusões.

    Herança muda a vida de doméstica desempregada
    http://www.atarde.com.br/noticia.jsf?id=588433

    Herança muda a vida de doméstica desempregada
    José Bomfim A desempregada Jucélia Lima da Silva, 24 anos, está a ponto de ver sua vida transformar-se em um conto de fadas. As dificuldades da gata borralheira vão ceder espaço para o cotidiano de empresária com cartões de crédito internacionais, cheque especial e as mordomias dispensadas aos milionários. A mágica virá sob a forma de uma herança superior a US$ 1 milhão deixada por um padrinho, principal acionista de uma empresa multinacional. Aturdida, Jucélia teme “olho grande” e a violência, por isso pediu que não fosse fotografada. Sua atual realidade é triste. “Nasci em Itaberaba, interior da Bahia, vim para Salvador há cinco anos. Só concluí o 1º grau de ensino, consegui trabalho como empregada doméstica, mas estou desempregada há um ano. No período eleitoral fiz uns bicos”, diz Jucélia. De um relacionamento que ela pensou ser para toda a vida, só lhe restou o filho Rafael, 8 anos. “Do pai dele não tenho notícias”, frisa. E um detalhe que ela considera importante: “Sou boa de bola, jogo na posição de atacante no Clube Comerciários”. Em um pequeno apartamento em um bairro popular, ela mora com seu filho, a tia, uma irmã e uma prima, que também tem um filho com nome de anjo, Ariel, 8 anos. Só a tia e a prima Naíra Gouveia, 29 anos, estão com trabalhos fixos. Orçamento apertado, qualidade de vida sofrível. Mas tudo poderá mudar. Na próxima segunda-feira, chegam as passagens para ela e Naíra irem para Madri, na Espanha. Lá, assinarão documentos que vão abrir-lhes a porta de entrada do mundo dos ricos. Jucélia conta que a origem da riqueza está no testamento feito pelo seu padrinho, um certo Wilson, que ela não sabe bem o sobrenome. Esse cidadão, segundo ela, nascido em Boa Vista do Tupim (Bahia), foi para Madri com 3 anos. Lá, fundou a Wilson Exportation – dos enlatados Tio Wilson – e, numa de suas vindas à Bahia, a batizou. Há três anos, Wilson, então com 48 anos, veio a Salvador e marcou um encontro com a afilhada no posto eletrônico banco 24 horas no bairro da Graça. Assalto “Ao chegar lá, deparei com uma cena triste que até hoje me deixou traumatizada”, diz Jucélia, lembrando que o padrinho sofrera um assalto e fora assassinado com um tiro. Pouco tempo depois, diretores da empresa lhe mandaram uma carta informando que Jucélia (denominada Júlia Wilson nos documentos da empresa) tinha direito a uma fortuna deixada por Wilson em testamento feito em 1997. Quanto? Mais de um US$ 1 milhão. E não foi só: os espanhóis informaram a Jucélia que sua prima Naíra tem 1% das ações da empresa. Ambas têm planos de reabrir na Bahia a fábrica de enlatados, que funcionava em São Paulo. Querem gerar empregos e também ajudar os familiares. Não são poucos. “Meu pai tem 32 filhos, embora com minha mãe sejam só três. Vou mostrar a quem me negou ajuda que não guardo rancor”, afirma Jucélia. A mão na bolada mesmo, as duas só vão colocar depois de 24 de dezembro, data do 25º aniversário de Jucélia, como determina o testamento.

  2. Infelizmente, somos um povo de pouca memória.

    A SRA JUCÉLIA REALMENTE É UMA PESSOA DE MUITA SORTE… SORTE DEMAIS. JÁ FICOU RICA VÁRIAS VEZES, SEMPRE COM FORTUNAS INCALCULÁVEIS.
    ME RECORDO DA ÚLTIMA QUE ELA GANHOU.
    foi muita felicidade para o povo de Itaberaba, Jornal`A TARDE e etc.
    Ná época, ano de 2000, um padrinho rico que morreu….. deixando US$ 1 milhão para jucélia.
    De tão feliz que fiquei, guardei o endereço da reportagem do A TARDE http://www.atarde.com.br/noticia.jsf?id=588433.
    Basta ler e conferir.
    Agora. ganhou outra bolada. Pena que sempre tem que morrer alguém.

    JUCÉLIA. SORTE PARA VOCÊ. GASTE O DINHEIRO BEM… O OUTRO UM MILHÃO DE DÓLARES JÁ DEVE TER ACABADO.
    OLHA, NÃO PEGA DINHEIRO EMPRESTADO NÃO…. O POVO COBRA MUITO JUROS…

  3. É INCRIVEL COMO PESSOAS COMO NORMA NÃO LER O QUE ESTÁ ESCRITO EU TAMBEM ESTOU NA FOTO QUE TEM QUASE OITO ANOS DE TIRADA SE VC norma NÃO TEM MEMÓRIA JUCÉLIA numca disse que a ong esta funcionando pois faz cinco anos que perdemos tudo e todos sabem que desde então não houve mas funcionamento por isso impossibilitando ter fotos recentes o ultimo trabalho que a ong realizou foi a sirurgia de rosa do jardim das palmeiras é muito facil falar dela dificil é fazer o que ela faz .

    • Realmente essa jucelia deve ser boa nesmo,porque a ong reviveu justamente porque tem um estranjeiro a beira da morte a sua “procura” isso encheu-lhe os olhos e creceu seu interece dela pelas mulheres de Itaberaba,ainda bem que existe os projetos de ação solidaria do governo federal,senão podre dos itaberabense.daqui a pouco aparece irmã Dulce em itaberaba para ajudar as mulheres de itaberaba.
      e cadê os projetos do governo municipal?e jucelia so voce para ajuda as mulheres de itaberabaoooooooooooooooooooooooooooooooooo.kkkk.

  4. Voçes dirigentes do site itaberabanoticias deveriam se preocupar com o prestigio deste pois tudo o que tenho visto publicado não me interessa, mas fiquei intrigada com esta foto vinculada com este texto, afinal estas pessoas (em sua maioria) não fazem parte dessa “ong” desde 2006 portanto acredito que publicar uma foto, vincular imagem sem o consentimento das pessoas é no mínimo ilegal.

  5. Não sei bem sobre o que esta acontecendo hoje com esta “ong”, só não estou de acordo com a foto publicada. Foto esta tirada no ano de 2005 (mais ou menos) onde nela eu apareço. Gostaria de pedir que retirassem esta imagem do site pois isto não condiz com a realidade. Grande parte destas mulheres trabalharam bastante confeccionando para esta “ong” pois acreditava-se ser de fato séria ou pelo menos fosse um projeto que pudesse beneficiar a muitas dela. Por tanto, antes de publicar algo é necessário verificar a veracidade do fato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here