Sindicato esclarece boatos espalhados por suposto portal de noticias nas redes sociais

0

Em nota enviada ao Verdadeiro Itaberaba Notícias, o Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras das empresas do ramo calçadista – SINTRACAL esclareceu informações portadas nas redes sociais por um suposto site intitulado Portal itaberaba Notícias, site este que nada tem a ver com o verdadeiro Itaberaba notícias que já está no ar a mais de 5 anos e preza pela veracidade das informações.

Na nota a presidente do sindicado, Jeane Costa dos Santos, esclareceu informações como a ausência de reclamações ou denuncias formalizadas por trabalhadores, greve de 2013, cesta básica, participação nos lucros, férias e outros pontos.

sintracal

Confira a nota: 

NOTA À IMPRENSA

Diante da matéria publicada [por um portal de noticias], no dia 12 de julho de 2016, o SINTRACAL – Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras das empresas do ramo calçadista vem em nota fazer alguns esclarecimentos.

Informamos que não recebemos até o momento em nossa sub-sede em Itaberaba nenhuma reclamação ou denúncia formal por nenhum trabalhador ou trabalhadora ora publicada pelo site na matéria. Entendemos que o Sindicato é a instância principal para que os trabalhadores e trabalhadoras possam apresentar suas reclamações, denúncias, sugestões, para em seguida serem tomadas as providências cabíveis.

Com relação a greve de 2013 e não 2014 como diz o site, sagrou-se vitoriosa! Todas as nossas reinvindicações foram atendidas. Conseguimos a Cesta Básica mensal, Participação nos Lucros e Resultados (PLR), e a partir daí melhorou as relações entre as Chefias e Trabalhadores no chão de fábrica, em todas as Unidades do grupo DASS na Bahia. Ainda sobre a PLR aconteceu a renovação do acordo em 05 de maio deste ano com reajuste de 20% sobre o acordo de 2015.

A data base da categoria é em 1° janeiro. O Sintracal fechou o dissídio coletivo no dia 26 de janeiro de 2016, com o percentual de 11,5% de reajuste salarial. Os pisos também tiveram reajuste resultando num crescimento salarial dentro do projetado inicialmente, tendo em vista todas as dificuldades que se apresentaram durante a campanha salarial. Além do reajuste salarial de 11,5% sobre todos os pisos houve avanços nas clausulas sociais, que muito beneficiam os trabalhadores do setor. Não fechamos com índice abaixo da inflação do período nem tivemos retrocesso nas clausulas sociais, como por exemplo, o auxílio-creche 12 parcelas de R$ 65,00 para as mães que retornam da licença-maternidade. Isso deve-se a união do sindicato com a categoria, que mostrou-se aguerrido e não recuou diante as investidas da patronal, que ofereciam apenas a inflação dividida e retirada de direitos.

Nosso papel é defender os interesses coletivos e individuais dos trabalhadores das indústrias e empresas de calçados da Bahia. Sempre estivemos nas trincheiras de luta, denunciando e cobrando das empresas condições dignas de trabalho, redução da jornada de trabalho sem redução dos salários, contra o trabalho escravo e infantil, dentre outras.

Acreditamos sempre na luta dos trabalhadores, por sua emancipação e liberdade da opressão exercida pelos donos do capital e dos meios de produção.

Atenciosamente,
Jeane Costa dos Santos
Presidente

SINTRACAL/BA
Parceiro forte na hora da luta!

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here