Caso New Hit completa dois anos sem sentença judicial

0

Há exatamente dois anos, no dia 26 de agosto de 2012, uma acusação de estupro coletivo movimentou a cidade de Ruy Barbosa, a 379 km de Salvador. Os envolvidos no crime foram os músicos e dançarinos da banda de pagode New Hit, além do soldado da Polícia Militar (PM) Carlos Frederico Santos de Aragão, que trabalhava como segurança do grupo.

As vítimas, duas adolescentes de 16 anos, foram ao ônibus do grupo após um show para pedir autógrafos e tirar fotos. Segundo elas, ao subirem no veículo, foram atraídas pelos rapazes para o fundo e levadas para o banheiro, onde foram estupradas por 10 homens.

O caso teve algumas reviravoltas, como a prisão dos acusados na delegacia de Ruy Barbosa e a posterior transferência para o Conjunto Penal de Feira de Santana, no dia 31 de agosto, onde permaneceram por 34 dias, sendo liberados no dia 3 de outubro do mesmo ano.

new-hit-processo-sentenca-alegacoes-finais-ruy-barbosa-salvador-bahia_1442510

Na época da soltura, o vocalista Eduardo Martins Daltro, o Dudu, de 19 anos, um dos únicos a falar com a imprensa, disse que estava feliz e que a justiça tinha sido feita. Questionado sobre a acusação de estupro, o cantor disse que “A justiça divina irá provar a verdade”.

A Justiça determinou que os acusados fossem soltos após entender que eles não representavam riscos às vítimas e nem poderiam atrapalhar as investigações do crime. O fato dos acusados terem endereço fixo, profissão definida e não possuírem antecedentes criminais foi usado pelos advogados dos integrantes da banda como alegação para a concessão dos alvarás de soltura, assinados pela juíza Márcia Simões Costa, da vara crime do fórum do município de Ruy Barbosa.

Antes do habeas corpus, as adolescentes haviam sido incluídas no Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte (PPCAAM) devido às constantes ameaças sofridas pelas famílias das duas. Entretanto, a pedido dos pais, elas deixaram o abrigo do programa alguns meses depois.

Já a New Hit não existe mais. Após serem liberados, os membros da banda tentaram voltar aos palcos durante o Festival de Pagode, em Salvador, que gerou bastante polêmica. Alegando falta de “condições psicológicas”, a participação foi cancelada. A primeira apresentação da banda aconteceu em dezembro de 2012 mas, após esta época, ela chegou ao fim.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here