Júri em Itiúba condena réu a mais de 16 anos de reclusão por crime de feminicídio

0

Em plena campanha de “16 dias de ativismo pelo fim da violência doméstica contra as mulheres”, o réu Joaquim Rosa Santos foi condenado hoje, dia 03, pelo crime de feminicídio, a 15 anos e seis meses de prisão. Usando de meio cruel, ele matou a namorada Rosângela Mary Brizolara Almeida, no município de Itiúba, situado a 378 km de Salvador. O júri foi iniciado às 8h30 e só terminou no meio desta tarde, tendo a promotora de Justiça Aline Curvelo Tavares de Sá sustentado a tese de homicídio qualificado. Como o réu encontra-se foragido, a juíza Louise de Melo Cruz Diamantino Gomes, que presidiu o júri no Fórum Desembargador José Soares Sampaio, decretou sua prisão preventiva.

O crime aconteceu na noite de 22 de janeiro de 2008 em uma estrada vicinal que liga Itiúba ao povoado de Tapera, oportunidade em que o réu utilizou uma pedra para ferir mortalmente a namorada. Na residência de Joaquim foi encontrado um revólver Taurus, calibre 38, motivo pelo qual ele também foi acusado de posse ilegal de arma de fogo. O júri integra o rol de processos relativos ao cumprimento da Meta 2 Enasp, informou Aline Curvelo. De acordo com ela, o Mapa da Violência 2014 mostra que a Bahia teve o número de homicídios triplicado, sendo o Brasil o sétimo país com maior número de homicídios de mulheres. A promtora de Justiça registra a necessidade de alteração do referido quadro e “o esforço institucional incansável do Grupo de Atuação Especial em Defesa da Mulher (Gedem) e demais órgãos de execução para alterar essa triste e cruel realidade.” Hoje, o Ministério Público baiano debateu na Universidade Federal de Feira de Santana as ações que fazem parte da programação de atividade relativa aos “16 dias de ativismo pelo fim da violência doméstica contra as mulheres”, que engloba o Dia Nacional da Consciência Negra, Dia Internacional da Não-Violência contra as Mulheres, Dia Mundial de Combate à AIDS, Dia Nacional de Mobilização dos Homens pelo fim da violência contra as Mulheres e o Dia Internacional dos Direitos Humanos, lemrou Aline.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here