México: manifestantes protestam contra vendas de armas da Alemanha

0

Cerca de 100 manifestantes se reuniram nesta quinta-feira diante da embaixada da Alemanha na Cidade do México para protestar contra as exportações alemãs de armas. Segundo os manifestantes, a polícia do estado mexicano de Guerrero, suspeita de envolvimento no desaparecimento de 43 estudantes ocorrido em setembro, usa fuzis G36 de fabricação alemã.

Publicidade

Os estudantes, da Escola Rural de Formação de Professores Raúl Isidro Burgos, foram supostamente sequestrados pela polícia local de Iguala, no estado de Guerrero, e entregues a uma gangue local para que fossem mortos. Dos 80 homens que foram presos sob suspeita de terem participado do sequestro, 44 são policiais. Felipe de la Cruz, um dos líderes do protesto, disse que a Alemanha deveria ter impedido a venda de armas para a polícia de Guerrero.

Em 2010, o governo alemão havia advertido a indústria de armas Heckler & Koch a suspender todas as entregas de armas ao México, devido a preocupações com violações dos direitos humanos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here