PM troca tiros com suspeitos após achar galpão com veículos roubados

0

Policiais militares trocaram tiros com suspeitos de roubo na tarde desta sexta-feira (26), na localidade conhecida como Iraque, no bairro de Valéria, em Salvador. De acordo com informações da 31ª Companhia Independente da Polícia Mlitar (CIPM/Valéria), o tiroteio aconteceu por volta das 15h, após os agentes descobrirem um galpão com carros e motos roubados durante uma operação na região.

Segundo a polícia, após perceberem a aproximação da viatura, os suspeitos, ainda não identificados, começaram a atirar contra os policiais, que revidaram. Depois, os suspeitos fugiram. Apesar da troca de tiros, ninguém ficou ferido.

De acordo com a 31ª CIPM, no galpão, que fica próximo à Lagoa da Paixão, na divisa com o bairro de Alto de Coutos, foram encontados cinco motocicletas e quatro carros roubados, que foram levados para a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos. A PM informa que realiza rondas no local para tentar localizar os suspeitos. Até as 16h30, ninguém havia sido preso.

PM baleado
Esta foi a segunda troca de tiros registrada no bairro de Valéria em menos de 24 horas. Na quinta-feira (25), um soldado da Polícia Militar de 27 anos foi baleado durante troca de tiros na localidade conhecida como Nova Brasília. Segundo a Central de Polícias (Centel), o policial, que não teve nome divulgado, estava a serviço quando foi atingido.

De acordo com a Centel, o PM foi atingido na Rua das Barreiras, descendo a ladeira do CIA, durante uma operação conjunta com outros batalhões. A vítima foi levada para o Hospital do Subúrbio, onde permanece internado.

A Polícia Militar informou, nesta sexta-feira (26), que o soldado, lotado na 18ª CIPM/Periperi, foi atingido com um tiro nas costas. A vítima passou por uma cirurgia para retirada do projétil. O policial, segundo a PM, está lúcido, em observação na unidade médica, e não corre risco de morrer.

Tensão
No dia 20 de dezembro, o bairro foi palco de atos de vandalismos em protesto contra a morte de um traficante da região. Um ônibus chegou a ser incendiado por um grupo ligado ao tráfico de drogas e outro coletivo foi pichado com a palavra “luto”. Por causa do clima de tensão no bairro, os ônibus deixaram de rodar na região e o serviço só foi normalizado na última terça-feira (23).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here