Sobreposições dão estilo ao figurino do lixão

0

Como retratar a dura realidade da vida no lixão para as telinhas, sem parecer muito cruel? Esse foi o grande desafio de Marie Salles na composição do figurino deste núcleo de Avenida Brasil, a nova trama das nove que tem estreia prevista para 26/03. A figurinista acabou encontrando uma solução criativa e que amarra o conceito da vestimenta ideal para o local: as sobreposições.

Para chegar ao resultado final, Marie visitou o aterro sanitário de Jardim Gramacho, onde viu de perto a dura realidade dos que moram e trabalham lá. “Foi legal ir lá e conhecer tudo, mas o que eu estou fazendo na novela não é uma cópia da realidade”, esclarece. Ela explica que a inspiração surgiu observando que as pessoas usavam roupas e acessórios encontrados no lixão para se vestir. E assim surgiu a ideia de colocar várias peças em um mesmo personagem e, desta maneira, trazer um tom lúdico ao figurino do lixão de Avenida Brasil.

Cobrir para proteger
A proteção é o motim desse figurino, como explica Marie: “Cobrir para proteger”. Os estilos de Lucinda (Vera Holtz) e Nilo (José de Abreu) mostram bem essa preocupação. Muitos chapéus, boinas, bonés, luvas e meias grossas compõem o acervo de roupas, além das capas de plástico presas em volta do corpo.

Para as roupas das crianças, a figurinista Marie Salles, usou e abusou das combinações. “Para os meninos, por exemplo, coloco uma camisa de manga comprida e por cima uma de manga curta. Nas meninas, vestidos de florzinhas caem por cima de camisetas coloridas e muitos casaquinhos. As crianças usam meias diferentes, que elas mesmas teriam catado no lixo e vestido”, conta.

Na pesquisa, diversos filmes foram usados como fonte de inspiração como: “Estamira”, “O Lixo Extraordinário” e “Oliver Twist”. E o resultado você confere na estreia de Avenida Brasil, dia 26 de março!

 

 

today online newspapers

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here