Justiça condena publicitária a indenizar ex-marido por fingir orgasmos

0

Uma publicitária foi condenada a indenizar o ex-marido em dez salários mínimos por injúria e difamação. Mara Rocha, de 23 anos, foi acusada de ter simulado orgasmos durante as relações sexuais com Carlos Cavalcantti, de 43 anos, seu ex-marido.

Cavalcantti alegou ter sido desrespeitado depois que a ex-mulher publicou numa rede social uma frase dizendo: “Fingir orgasmos… quem nunca?”. A postagem repercutiu nos círculos de amizade de ambos, e o ex-marido resolveu cobrar explicações de Mara, mas teria recebido respostas irônicas.

“Não citei nomes, mas se a carapuça serviu, fique à vontade”. Em seguida, ela ainda teria provocado o ex, dizendo que “o infeliz ao invés de ficar tentando satisfazer seu ego deveria é aprender a satisfazer uma mulher na cama.”

Após a discussão, Cavalcantti buscou reparação na Justiça, acusando Mara de difamação e calúnia. Segundo o juiz Antonio Ribeiro Rocha, do 2.º Juizado Cível de Vitória, que acatou a denúncia, a ex-mulher iludiu Cavalcantti durante os três anos de casamento.

Mara não deixou barato, e ainda provocou o marido pela última vez. “Ele é tão consciente de sua incapacidade que só me processou por injúria e difamação, porque calúnia ele sabe que não é”. As informações são do Bem Paraná

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here