Aécio Neves pode ser investigado formalmente na Operação Lava Jato

0

Acusado de ter recebido propina pelo senador Delcídio do Amaral (ex-PT), em delação premiada, Aécio Neves (PSDB-MG) deve ser investigado formalmente pela Operação Lava Jato. Por enquanto os procuradores do grupo de trabalho da Lava Jato irão analisar o caso na PGR (Procuradoria-Geral da República), mas segundo investigadores ouvidos pelo jornal Folha de São Paulo, é possível que um inquérito seja aberto contra o tucano, presidente nacional do PSDB.

Sobre Aécio, Delcídio disse que na CPI dos Correios, que investigou o Mensalão, Aécio teria atrasado o envio de dados do Banco Rural para conseguir maquiar as informações. “A maquiagem consistiria em apagar dados bancários comprometedores que envolviam Aécio Neves, Clésio Andrade, a Assembleia Legislativa de Minas Gerais, Marcos Valério e companhia”, disse o senador.

Para os investigadores, o caso da CPI é o mais grave envolvendo Aécio e deve ser alvo do grupo de trabalho da Operação Lava Jato na PGR.

Em nota, Aécio Neves se defendeu das acusações e garantiu querer que tudo seja investigado. “Defendo que tudo seja apurado, investigado em profundidade. É isso que vai separar o que eventualmente é verdadeiro daquilo que é falso, daquilo que é uma tentativa de nivelar a todos. Nós não seremos nivelados. Não seremos nivelados àqueles que ocuparam e se apropriaram do Estado Nacional em benefício de um projeto de poder e em benefício próprio. Continuo onde sempre estive: combatendo o PT, combatendo o partido do senador Delcídio, – o que fiz a vida inteira – combatendo o governo da presidente Dilma, que vem infelicitando o país”, disse.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here