Alegando traição, homem tortura mulher e foge com filhos da vítima

0

Um homem de 41 anos foi preso nesta quarta-feira (18) na cidade de Vitória da Conquista, região sudoeste da Bahia, após invadir a casa de uma companheira e torturá-la, alegando ter sido traído.

Segundo informações da Delegada Decimária Cardoso, titular da Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam), a vítima, uma jovem de 28 anos, disse que tem um relacionamento amoroso com o suspeito, Cícero José dos Santos, mas que o homem tem uma segunda mulher.

“Segundo a vitima, ele a acusava de traição. Por isso teria invadido sua residência e a torturado. Ela disse que tem um relacionamento de dois anos com ele e que uma mulher sabe da outra. Ele convive com duas esposas”, contou a delegada, em contato com o G1.

Conforme a Polícia Civil, o homem invadiu a casa da mulher, localizada no bairro Ibirapuera, na noite de segunda-feira (17). “Ele entrou e discutiu com ela. Depois, passou a agredi-la dentro do quarto. Ele amarrou a vítima e a agrediu com pauladas, murros e chutes”, destacou. A vítima ainda alegou ter sido estuprada pelo agressor, segundo a delegada.

Conforme a delegada, os três filhos da mulher – três crianças de 7, 9 e 11 anos -, fruto de um outro relacionamento, estavam na casa no momento das agressões. “Eles estavam na casa. Não viram as agressões porque ele trancou a mulher dentro do quarto, mas ouviram tudo”, afirmou Decimária.

Os filhos da vítima começaram a gritar e, então, o homem amarrou a mulher e saiu da residência levando as crianças. “Ele saiu com os meninos e disse que iria voltar para matá-la, conforme ela contou no depoimento. Depois que eles saíram, a mulher conseguiu se soltar e pediu socorro. A Polícia Militar foi acionada e a encaminhou até o hospital”, afirmou a delegada. Não há informações sobre o estado de saúde da vítima.

Ainda conforme a titular da delegacia da cidade, os filhos da vítima foram deixados pelo suspeito na casa de um irmão da mulher. O homem tentou fugir, mas foi preso nesta quarta, no bairro Urbis 3, em Conquista. Na casa da mulher que foi agredida, a polícia diz ter encontrado um revólver que pertence ao suspeito.

“Ele esqueceu a arma na casa dela. Também foram encontrados na residência documentos deles falsificados, que a vitima informou pertencer a ele”, disse a delegada. O suspeito será encaminhado para o presídio. Ele vai responder pelos crimes de tortura, estupro e posse irregular de arma de fogo. A delegada também afirmou que está investigado a falsificação dos documentos encontrados.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here