Fiscalização encontra irregularidades trabalhistas em fazendas na BA e TO

0

Cerca de 100 irregularidades trabalhistas foram identificadas em seis fazendas da Bahia e Tocantins durante ação fiscalizatória do Ministério do Trabalho e Previdência Social (MTPS). A operação “Trabalho Decente” aconteceu entre os dias 10 e 21 de abril nos municípios de Angical e Luís Eduardo Magalhães, no oeste baiano, e no tocantinense Mateiros, divisa com a Bahia.

Com o objetivo inicial de identificar trabalhadores em condições que se assemelham à escravidão, o auditor fiscal do Trabalho, André Dourado, coordenador da operação, disse que essa situação não foi encontrada, mas localizou outras irregularidades.

De acordo com Dourado, trabalhadores foram flagrados sem carteira assinada e recolhimento de FGTS, sem descanso semanal, com excesso de jornada e em alojamentos inadequados. Foram encontrados também problemas com a segurança e saúde dos empregados, que trabalhavam sem os Equipamentos de Proteção Individual (EPI) e manuseavam agrotóxicos de forma inadequada.

Com as irregularidades identificadas, o Procurador do trabalho, Thiago Andrade, e o Defensor Público Federal, Rodrigo Barbosa, firmaram o Termo de Ajuste de Conduta com três fazendas para assegurar os direitos trabalhistas coletivos e individuais que garantiram ressarcimentos de danos morais causados aos empregados. As negociações com as outras três fazendas estão em andamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here