Governo não vai divulgar valor que estatais pagaram a Ivete e Bell no Carnaval

0

Passado o Carnaval, o secretário de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, já declarou que não é papel do governo revelar os cachês pagos aos cantores Bel Marques e Ivete Sangalo, que se apresentaram para o folião pipoca na quinta-feira (4) de Carnaval. Os governistas respiraram aliviados quando foi divulgado que empresas pagaram o cachê dos artistas, que girou em torno dos R$ 850 mil.

Justificaram que não teve dinheiro público investido. O problema é que entre as empresas que investiram pesado no projeto, existem três são estatais: Banco do Brasil, Caixa e Bahiagás. Ou seja, a justificativa de que não entrou dinheiro público na jogada cai por terra. Daí surge mais uma vez a cobrança da sociedade acerca da divulgação dos valores pagos, já que entre as empresas que bancaram consta o nome de três estatais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here