Índios reagem a integração de posse e são presos com armas no sul da BA

0

O Cacique Rosivaldo Ferreira da Silva, conhecido como Babau, e o irmão dele foram presos nesta quinta-feira (7) pois estavam armados e reagiram a uma ação de reintegração de posse em Olivença, no sul da Bahia, segundo informações da Polícia Federal. Ainda de acordo com a polícia, Babau foi preso em Ilhéus, também no sul do estado.

As armas apreendidas foram um revólver calibre 38, uma pistola e munições. O advogado da comunidade indígena, Valdir Mesquita, disse que conversou com Babau e que a versão dele é outra.

“O Babau informa que estava fazendo um ritual, um trabalho em uma aldeia vizinha de Olivença. Depois disso, Babau resolveu ir para casa dele de carro, junto com o irmão, quando a polícia atravessou as viaturas na estrada e o carro bateu, porque não tinha outra alternativa. Pegaram Babau, colocaram dentro de um carro, o irmão em outro [carro] e no caminho mais a frente, juntaram os dois, levaram para a delegacia apresentando a existência de armas que nunca existiram dentro daquele carro”, relatou Mesquita.

De acordo com a Polícia Federal a reintegração de posse a favor de um produtor rural começou na quarta-feira (6) em uma fazenda ocupada por índios da tribo Tupinambá, a três quilômetros de Olivença.

Não houve resistência. Mas nesta quinta-feira, quando o produtor rural que teve a terra reintegrada foi até o local com o maquinário para trabalhar, o equipamento foi depredado.

A Polícia Federal disse que quando a PM chegou foi recebida pelos índios a tiros e pedradas. Informou ainda, que Rosivaldo Ferreira da Silva tentou fugir em um carro, jogando o veículo contra uma barreira montada com as viaturas da polícia. Houve perseguição até que Babau e o irmão foram presos em flagrante por porte ilegal de arma. Eles ainda podem responder por resistência a ordem judicial e dano ao patrimônio privado e as viaturas da polícia.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here