Justiça quebra sigilo telefônico de noivo de professora morta em Riachão

0

O noivo da professora Ienata Rios, encontrada morta no domingo (3), teve o sigilo telefônico quebrado pela Justiça. O almoxarife Cássio Fabrício Carneiro, de 29 anos, é suspeito de matar a vítima com golpes de faca. Na noite desta quarta-feira (6), populares fizeram uma manifestação na frente da delegacia de Riachão, no momento em que o acusado foi conduzido ao local. (Ele tinha sido preso em Serrinha, na região sisaleira.) Na mesma noite, policiais transferiram o acusado para a carceragem de Teofilândia, também na região sisaleira. Cássio Carneiro nega o crime e disse que não esteve com a vítima no fim de semana passado. As investigações são coordenadas pelo delegado titular de Riachão do Jacuípe, Sérgio Araújo Vasconcelos. Ienata foi encontrada morta com 20 golpes de faca na residência dela em Riachão. O corpo da professora foi enterrado nesta terça-feira (5), em Pé de Serra, na Bacia do Jacuípe. A polícia ainda conseguiu na Justiça, um mandado de busca e apreensão na casa de Cássio, que foi preso na cidade de Serrinha, na quarta-feira, e em seguida, levado para Riachão do Jacuípe.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here