Lagoa Redonda, Curió e São Miguel têm 12 homicídios na madrugada

0

Doze homicidios foram registrados nos bairros Lagoa Redonda e Curió e na Comunidade São Miguel, em Fortaleza. Todas as mortes ocorreram entre a noite de quarta-feira (11) e madrugada de quinta-feira, de acordo com o relações públicas da Polícia Militar, tenente-coronel Andrade.

A Polícia Militar investiga se as mortes têm relação com o assassinato do soldado da PM Charles Serpa ou com uma briga entre facções rivais, mas o tenente-coronel ressaltou que, no momento, não há evidências claras que liguem os homicídios a uma dessas duas motivações. “Estamos com as diligências na Grande Messejana.

Não sabemos ainda o motivo das mortes. Não está muito claro ainda se elas têm alguma relação com a morte do PM.

link-zap
Loading...

Como também com uma briga pelo tráfico de drogas na região. Estamos investigando junto com a Divisão de Homicídios”, afirmou.

Ônibus no Curió
Além das mortes, houve uma tentativa de incendiar um ônibus na região. Um grupo de pelo menos sete pessoas tentou incendiar o veículo, na manhã desta quinta-feira, na Avenida Odilon Guimarães, no Conjunto São Miguel, no Bairro Curió, em Fortaleza.

De acordo com a Polícia Militar, dois homens interceptaram o ônibus e pediram para os passageiros, o motorista e o cobrador descerem. Logo em seguida, armados e com garrafas cheias de combustível colocaram fogo dentro do ônibus. Outros cinco suspeitos jogaram entulhos no meio da pista.

A polícia informou que o grupo fugiu. Equipes da PM, o próprio motorista e o cobrador conseguiram impedir que as chamas se alastrassem pelo veículo. Ninguém ficou ferido. Equipes do programa de Policiamento Ronda do Quarteirão, Comando Tático Motorizado (Cotam) e do Batalhão de Polícia de Choque (BPChoque) buscam suspeitos. O ônibus já foi retirado do local.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here