Manifestantes contra impeachment fazem vigília em universidade na capital baiana

0

Reunidos desde o meio da tarde desta quarta-feira (11), estudantes, professores, técnicos e entidades sociais e sindicais realizam uma vigília contra o impeachment da presidenta Dilma Rousseff em frente à sede da reitoria da UFBA (Universidade Federal da Bahia), em Salvador.

Os participantes se dizem contrários ao processo e argumentam que não há crime de responsabilidade fiscal por parte de Dilma para o andamento do impeachment.

“Vou tentar acompanhar a votação até onde der, porque é uma forma de minha expressão pessoal e até emocional. Como brasileira, me sinto ofendida, insultada e desrespeitada por ter votado na presidenta e ela está sendo tirada por um golpe de estado, de maneira extremamente desrespeitosa”, disse, emocionada, a estudante de letras da UFBA Vilma Martins.

Um dos coordenadores da Frente Povo Sem Medo, que se posiciona contra o impeachment é o militante Walter Takemoto, que questiona o processo e garante que as mobilizações devem continuar, mesmo com o afastamento da presidenta.

— Nesse período [180 dias] vamos nos mobilizar na Bahia e no Brasil contra esse golpe em curso e contra o governo Temer, que consideramos um governo ilegítimo.

“Estamos em frente ao prédio para demonstrar à população de Salvador que não vamos aceitar resultado algum que não a permanência da presidenta no cargo. Queremos que as pessoas possam ter contato com o que defendemos, que é a inexistência de qualquer crime cometido por Dilma”, completou o militante.

No fim da tarde, integrantes do Movimento Brasil Livre, favoráveis ao impeachment, se reúnem no Farol da Barra para acompanhar a votação do Senado.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here