PF apura desvios de verba por servidores da cidade de Itamari

0

A Polícia Federal em Vitória da Conquista deflagrou nesta quarta-feira (23) a Operação Nota Zero, que apura o desvio de verbas e crimes contra a administração pública de servidores da prefeitura de Itamari, cidade a cerca de 330 quilômetros de Salvador. O prefeito, a primeira dama, a secretária de Educação, o chefe do setor de recursos humanos e o procurador do município são suspeitos do esquema.

A investigação começou porque a prefeitura não cumpriu o mínimo de dias letivos estabelecidos pelo Ministério da Educação na rede municipal no ano de 2013. Durante a apuração, os servidores tentaram interferir com apresentação de documentos falsos e ameaça a testemunhas, segundo a polícia.

São cumpridos cinco mandados de busca e apreensão e sete mandados de medidas cautelares diversas em Itamari e Jequié, cidade da região sudoeste. A polícia ainda não divulgou quais as medidas específicas cumpridas na operação, mas na lei, são previstas ações como indisponibilidade de bens e bloqueio de conta bancária.

Caso as medidas cautelares não sejam suficientes, os investigados podem ser presos. Eles responderão pela prática dos crimes de fraude à licitação, corrupção passiva e ativa, crime de responsabilidade dos prefeitos, associação criminosa, falsificação de documento público e coerção no curso do processo.  Se condenados, as penas se somadas chegam a 20 anos de reclusão.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here