Policiais presos por estupro já tinham tentado violentar vítima, diz namorado

0

Os dois policiais militares presos em Salvador, suspeitos de estuprar uma mulher de 20 anos, já haviam tentado violentar a vítima antes, segundo depoimento dado à polícia pelo namorado da jovem. A informação foi divulgada nesta terça-feira (1º) pelo delegado Antônio Fernando, da 12ª Delegacia Territorial do bairro de Itapuã.

Os policiais foram presos pela Corregedoria da PM, na madrugada de segunda-feira (30), após denúncia feita no órgão pela vítima. A mulher contou que foi violentada em casa, no bairro de Mussurunga, também na capital, após o namorado dela, um rapaz de 30 anos, ter sido preso pelos PMs por tráfico de drogas.

“O namorado preso por tráfico foi ouvido aqui na delegacia e disse que, meses antes, a jovem sofreu tentativa de estupro pelos mesmos policiais presos agora. Ele não soube ao certo precisar quando ocorreu, mas disse que foram os mesmos”, afirmou o delegado, em contato com o G1.

Na primeira tentantiva de estupro, os PMs teriam invadido a casa onde o rapaz mora de aluguel com a companheira e, em seguida, teriam a levado para um matagal. Os policiais, no entanto, teriam desistido da tentativa de estupro após a jovem ter gritado.

“Ele disse que ela havia denunciado o primeiro caso na corregedoria. Então, a gente acredita que o caso já vinha sendo investigado”, disse o delegado Antônio Fernando.

O G1 não conseguiu contato com a Corregedoria da PM, na noite desta terça-feira, para confirmar se alguma denúncia anterior ao estupro foi feita pela vítima no órgão.

Caso
Conforme a Polícia Militar, no dia do estupro, os oficiais invadiram a casa onde a mulher estava acompanhada do namorado, com o objetivo de prendê-lo sob a acusação de tráfico de drogas. A vítima contou que após a abordagem, os policiais permaneceram no local e a violentaram.

Após o relato da vítima, policiais militares da Corregedoria encaminharam a mulher para a realização de exame de corpo e delito no Departamento de Polícia Técnica (DPT). Depois, os agentes periciaram o imóvel onde teria ocorrido o estupro. No local, segundo a polícia, foi constatado pela perícia que as provas materiais se relacionavam com o depoimento da vítima.

Após a denúncia e a perícia no imóvel, policiais da Corregedoria localizaram as guarnições que tinham atendido a ocorrência. Com isso, a vítima reconheceu dois dos policiais como os autores do estupro e os militares foram presos em flagrante. Os policiais foram encaminhados para a Coordenadoria de Custódia Provisória, em Lauro de Freitas, e estão à disposição da Justiça.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here