Prefeitura considera Uber clandestino e vai apreender carros do aplicativo em Salvador

0

Contrária à utilização do Uber em Salvador, a Prefeitura garante que vai apreender os veículos que estiverem prestando o serviço de transporte de passageiros pelo aplicativo. Segundo o secretário de Mobilidade (Semob), Fábio Mota, ele não foi regulamentado na cidade e por isso é considerado clandestino. “O Uber é considerado pela Prefeitura como transporte clandestino”, afirma o secretário. Segundo ele, a Semob ficará responsável por fiscalizar o uso do serviço. “Assim que o aplicativo estiver ativo, nós vamos agir para coibir o uso. Se ficar constatado que o carro é Uber, ele será apreendido, levado para o pátio da Transalvador e para sair terá que pagar multa”. O secretário argumenta que não há espaço para um novo serviço de transporte em Salvador, uma vez que a cidade já cumpre a proporção de táxis em circulação por habitante determinada por lei: “Não cabe mais táxi. Para se ter mais táxi, você precisaria ter uma população maior”. Segundo Fábio, a capital baiana possui cerca de 6,9 mil táxis regulares e 234 executivos. No último mês, o prefeito ACM Neto assinou uma nova regulamentação do Serviço de Transporte Individual de Passageiro por Táxi (Setax), que estabelece regras para a prestação do serviço na capital baiana. Entre outras medidas, a legislação, regulamenta o uso da bandeira 2 e a atuação em grandes eventos. “Tem que ter autorização do município de Salvador para fazer transporte de passageiros. Os únicos transportes regulamentados em Salvador são o táxi, o transporte turístico, o transporte escolar, os ônibus regulares, e os ônibus do Subsistema de Transporte Especial Complementar”, destacou o chefe da Semob.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here