Região Metropolitana de Salvador tem 395 mil desempregados, aponta pesquisa

0

A taxa de desemprego total na Região Metropolitana de Salvador cresceu em março de 2016 e chegou a 21,3% da População Economicamente Ativa (PEA). De acordo com a Pesquisa de Emprego e Desemprego, realizada pela SEI, em parceria com Dieese, Setre e Seade, a taxa de desemprego aberto aumentou de 14,2% para 15,2%, e a de desemprego oculto oscilou de 6,0% para 6,1%. O contingente de desempregados foi estimado em 395 mil pessoas, 18 mil a mais do que no mês de fevereiro. O resultado decorreu das reduções no nível de ocupação (32 mil postos de trabalho) e na PEA (menos 14 mil). A taxa de participação – indicador que estabelece a proporção de pessoas com 10 anos ou mais presentes no mercado de trabalho como ocupadas ou desempregadas – passou de 56,9% para 56,4%, no período em análise. Segundo a posição na ocupação, o contingente de trabalhadores assalariados reduziu (30 mil ou 2,9%), em decorrência do declínio da ocupação no setor privado (7 mil ou 0,8%) e, em maior proporção, no setor público (22 mil postos ou 15,0%). Entre janeiro e fevereiro de 2016, o rendimento médio real diminuiu para os ocupados (4,1%) e para os assalariados (4,8%). Os valores monetários equivaleram a R$ 1.292 e R$ 1.371, respectivamente. Entre os meses de março de 2015 e de 2016, a taxa de desemprego total na RMS aumentou, passando de 17,3% para 21,3% da PEA. Em números absolutos, 76 mil pessoas perderam seus empregos no período.

link-zap
Loading...

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here