Vereador é detido após se trancar em banheiro e rasgar projeto de lei

0

Um vereador de Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, foi detido depois de se envolver em uma confusão durante uma sessão, na noite de terça-feira (18), como mostrou o Bom Dia Rio desta quarta-feira (19).

O projeto de lei que o vereador Carlos Ferreira, o Ferreirinha, do PT, fez para criar uma cartilha sobre educação sexual nas escolas estava sendo votado, quando ele pediu a palavra e ela foi negada. Testemunhas contaram que Carlos Ferreira pegou o projeto de lei, se trancou no banheiro, e rasgou o documento. A polícia foi chamada e o vereador foi levado para a delegacia.

Em seu blog, o vereador Ferreirinha disse ter sido agredido pelo vereador Carlinhos Presidente. Ferreirinha é vice do candidato à prefeitura de Nova Iguaçu, Rogério Lisboa.

Segundo a assessoria da Prefeitura de Nova Iguaçu, em fevereiro deste ano, o vereador Denilson Ambrósio apresentou um projeto que foi aprovado proibindo a exibição, distribuição e circulação de material nas escolas públicas que tivessem “conteúdo erótico” e que tratasse de educação sexual para crianças de 6 a 10 anos. O prefeito sancionou e transformou em lei, proibindo cartilhas, por achar que é prematuro.

De acordo com a assessoria, o projeto do vereador Ferreirinha revogaria a lei. “Quando ele percebeu a gravidade política, se atirou na mesa da presidência, pegou o projeto, saiu correndo para o banheiro e rasgou. Jogou um pedaço no vaso sanitário e outro no chão”, informou a assessoria da prefeitura. O vereador Carlinhos Presidente teria corrido atrás dele, no banheiro, para pegar o projeto, e, por ser policial militar, deu voz de prisão a Ferreirinha. Ainda de acordo com a prefeitura, Ferreirinha agrediu Carlinhos Presidente, que acionou a polícia.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here