Após ameaça de processo no STF, Dilma cancela pronunciamento na TV

0

O Palácio do Planalto adiou o pronunciamento que Dilma Rousseff (PT) faria na noite desta sexta-feira (15), para defender seu mandato. A presidente pretendia conclamar suas bases a permanecerem mobilizadas no combate aos que chama de “golpistas”.

A cúpula do governo ainda não decidiu, no entanto, se a cadeia de rádio e TV será convocada para sábado ou se ela se posicionará apenas em redes sociais. Dilma decidiu seguir orientação do advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, que, após assistir ao vídeo, avaliou que a fala poderia ter problemas jurídicos, já que o conteúdo do discurso é eminentemente político para um espaço dedicado a discursos institucionais.

A decisão foi tomada depois que o partido Solidariedade entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) para impedir a veiculação da fala de Dilma. Se a Justiça barrasse o pronunciamento, geraria mais um fato negativo para Dilma, tudo o que o governo não quer neste momento.

No texto, havia o apelo para que os deputados façam uma reflexão sobre a responsabilidade que terão nas mãos e o que o impeachment vai representar para a História para tentar influenciar aqueles que ainda estão indecisos.

O discurso chegou a ser gravado na manhã desta sexta-feira (15), no Palácio da Alvorada. No pronunciamento, estava também previsto o agradecimento aos 27 deputados que votaram contra o impeachment na comissão especial que analisou o relatório do deputado Jovair Arantes (PTB-GO).

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here