Carlos Bolsonaro empregou idosa que nega ter trabalhado para vereador

0

O vereador do Rio de Janeiro e filho do presidente Jair Bolsonaro, Carlos Bolsonaro (PSC), empregou como assessora do seu gabinete na Câmara Municipal do Rio de Janeiro uma idosa que nega ter trabalhado para ele.

A notícia continua após esta Publicidade

Nadir Barbosa Góes, de 70 anos, mora em Magé, na região metropolitana do Rio, e até janeiro estava listada como oficial de gabinete, com remuneração de R$ 4.271 mensais. Procurada pela Folha de S. Paulo, a ex-funcionária não quis responder quais atividades desempenhava e disse nunca ter trabalhado para o filho do presidente.

Ela é irmã do militar Edir Barbosa Goes, 71, atual assessor de Carlos Bolsonaro, e foi exonerada no início do ano, junto a outros nove funcionários. As contas de luz de Nadir indicam que, ao mesmo tempo em que esteve lotada na Câmara do Rio, ela morava em Magé. Familiares afirmam que ela não costumava ir à capital.

Segundo o chefe de gabinete de Carlos Bolsonaro, Jorge Luiz Fernandes, Nadir e outras três funcionárias exoneradas trabalhavam em um núcleo que entregava mala direta para a base eleitoral do vereador em Campo Grande, na zona oeste do Rio, e anotava as reivindicações dos eleitores, principalmente de militares. A função não exigiria comparecimento ao gabinete.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here